in

Bolsonaro toma atitude após STF ordenar bloqueio de contas do WhatsApp

Fotomontagem: José Cruz/Agência Brasil - Adriano Machado/Reuters/Bruno Avila

O Supremo Tribunal Federal (STF) se envolveu em algumas polêmicas nos últimos dias. Muito criticado pela direita política, o órgão máximo da Justiça no Brasil tomou a decisão de censurar a revista Crusoé, que exibia uma reportagem difamatória contra Dias Toffoli.

O ministro Alexandre de Moraes foi quem determinou a censura, que teve uma repercussão super negativa. Após isso, o mesmo ministro ordenou que o Whatsapp de todos que falassem mal do STF e dos ministros fossem bloqueados.

Bolsonaro então tomou a atitude de se manifestar a favor da liberdade de expressão. Sem citar o STF na sua postagem, o recado é claramente ao órgão que vem sendo muito polêmico.

Acredito no Brasil e em suas instituições e respeito a autonomia dos poderes, como escrito em nossa Constituição. São princípios indispensáveis para uma democracia. Dito isso, minha posição sempre será favorável à liberdade de expressão, direito legítimo e inviolável.”, disse o presidente da República, em seu Twitter oficial.

O argumento do STF é que estão sendo propagadas muitas ‘fake news’ sobre o STF  e isso pode prejudicar a integridade do órgão. A censura contra a Crusoé aconteceu após uma reportagem.

A revista havia exposto um trecho da delação de Marcelo Odebrecht, que quando foi questionado sobre uma relação com o ministro do STF, Dias Toffoli, respondeu que ele era ‘amigo do amigo do meu pai’. Logo viralizou e a frase virou piada. Ao ser publicada na revista, o ministro não gostou e classificou como ‘fake news’.

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Next post

Whindersson Nunes revela que fará cirurgia de emergência e surpreende os fãs, confira

Polícia flagra menino de 7 anos dirigindo; pai estava embriagado no banco do passageiro