in

Em BBB com denúncias de racismo e intolerância, Tiago Leifert diz que não há vilões

Publicidade

Embora não tenha bombado na audiência, a atual edição do Big Brother Brasil é recheada de polêmicas. Na segunda-feira (8), por exemplo, Gabriela, eliminada na noite anterior, afirmou que vai se juntar a Rodrigo na luta contra a intolerância e racismo. As acusações recaem sobre Paula.

Paula é, sem dúvida alguma, a participante mais polêmica da atual edição do BBB. A mineira de Lagoa Santa fez diversos comentários polêmicos em sua estadia na casa mais vigiada do Brasil e é acusada por muitas pessoas de ser racista.

Em uma de suas maiores polêmicas, ela disse que tinha medo de Rodrigo porque ele falava em oxum. “Nosso Deus é maior”, emendou ela. Por causa disso, Rodrigo foi à delegacia depor sobre o caso de intolerância religiosa assim que deixou a casa.

Publicidade

Nas redes sociais, muita gente torce contra Paula e usa alguns adjetivos para descrevê-lo. “Racista” é uma das palavras mais usadas. A opinião de Tiago Leifert, porém, é bem diferente das dessas pessoas.

“Vou quebrar o protocolo, vou até tomar uma bronca depois, mas posso deixar uma coisa bem clara para vocês? Não tem vilão nesse BBB19. Eu sei que vocês sabem, mas estou confirmando”, disparou o apresentador no programa do dia 2 de abril.

Ele completou dizendo que existem pessoas diferentes, de locais diferentes do Brasil, que encaram o jogo de forma diferente. “Não há vilões, está tudo bem com vocês”, insistiu o apresentador, que foi criticado nas redes sociais pelos internautas que elegeram Paula a grande vilã do Big Brother Brasil 19.

Paula está no último paredão da edição, contra Carol Peixinho, e as enquetes indicam que ela deve continuar na casa mais vigiada. A advogada é apontada como favorita para faturar o prêmio de R$ 1,5 milhão que será pago ao vencedor do reality show, que termina na sexta-feira (12).

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br