in

Conheça cinco coisas que você aprendeu errado; é simplesmente incrível!

google
Publicidade

Ao longo de nossa vida e da nossa educação, aprendemos uma série de “verdades” universais que carregamos conosco pelo resto de nossas vidas, repassando esse conhecimento de geração para geração, porem algumas delas não são o que parecem, mas o senso comum nos impede de pesquisar melhor.

A água não tem cor e sabor…

Aprendemos que a água não tem cor e sabor mas isso não é verdade, pois tanto o líquido potável quanto o do mar possuem em sua composição íons que dão a ele um tom ligeiramente azulado em um sabor levemente adocicado e refrescante, portanto é um erro dizer que a mesma não tem cor nem sabor.

O universo é preto…

Não, não é preto a cor predominante do universo. Em 2002, Karl e Ivan Baldry Grazeburg, dois astrônomos da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, fizeram uma medição das cores presentes na luz emitida por 200 mil galáxias. Os resultados levaram a conclusão de que a cor predominante no universo não é o preto e sim o bege, podem acreditar!

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O Saara é o maior deserto do mundo…

Este gigante arenoso localizado na Africa de modo algum é o maior do mundo. Então qual é o maior?  Na realidade o maior deserto fica com a Antártida, com seus 14 milhões de quilômetros quadrados e precipitação média anual de 5 milímetros. Em comparação, o Saara possui área de 9,4 milhões de quilômetros quadrados e tem uma precipitação média anual de 127 mm, portanto o Saara fica em segundo lugar.

O número da besta é 666…

Aprendemos na Bíblia ou nas igrejas que o número da besta é 666, mas isso não é verdade Pesquisadores do Museu Ashmolean de Oxford voltaram a estudar os papiros de Oxyrhynchus, que contêm o texto original do Apocalipse de João. Durante a pesquisa, eles descobriram que foram cometidos erros na tradução que conhecemos. Então, qual seria o numero correto? Em 2005, especialistas em textos clássicos decifraram o conteúdo do texto original e revelaram que o verdadeiro número da besta é “616”. Então 666 nunca mais. 

Um dia tem 24 horas…

Todos estamos cansados de saber que um dia tem 24 horas, mas até isso não é verdade! Isso mesmo, um dia não tem 24 horas. A ciência cunhou a unidade de medida que usamos até hoje para mensurar o tempo, chamada “dia solar médio” – que de fato possui 24 horas exatas. No entanto, os astrônomos apontam que a duração de um “dia solar verdadeiro” varia ao longo do ano, podendo chegar até a 24 horas e 4 minutos. Portanto nem sempre um dia terá 24 horas.

Publicidade
Publicidade