in

Maria do Rosário pode ter mandato suspenso após ‘chilique’ no Congresso

Jornal da Cidade Online
Publicidade

Um caso ocorreu na Câmara dos Deputados envolvendo a chamada “bancada da chupeta”, integrada por integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT), dentre os integrantes estão Gleisi Hoffmann, Erika Kokay e Maria do Rosário.

Publicidade

As três estavam na CCJ da Câmara dos Deputados em uma discussão sobre a Reforma da Previdência para os primeiros passos do projeto criado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, integrante do Governo Bolsonaro.

Publicidade

A “bancada da chupeta”, contrária à Reforma Previdenciária, se revoltou e as três exaltaram o tom de voz, impedindo que a discussão continuasse. A sessão na CCJ foi interrompida por conta disso e irritou os apoiadores da reforma.

Um dos apoiadores assíduos é o deputado federal Kim Kataguiri, que estava presente e afirmou que entrará com uma representação legal contra as deputadas que agiram de tal forma.

Publicidade

Apoiadores da reforma vem chamando a atitude das deputadas como ‘chilique’ e o deputado Kim Kataguiri confirmou que, no mínimo, as três terão a suspensão de 6 meses de mandato conforme a sua representação legal contra a quebra de decoro parlamentar, interrompendo uma sessão de continuar e burocratizando a o processo.

Polêmicas com Maria do Rosário

Das três que estão envolvidas no caso, talvez a mais polêmica seja Maria do Rosário, exatamente pelos atritos no passado que já teve com Jair Messias Bolsonaro. Vale ressaltar que boa parte da popularidade do atual presidente veio através de um vídeo discutindo com a deputada federal, que sempre apoiou o PT.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.