Missão dada, dever cumprido! Em cem dias de mandato, Bolsonaro faz mais que Temer e Dilma

Leia também

Fãs especulam que Maiara usou remédios para emagrecer e cantora põe a boca no trombone

Por conta do rápido emagrecimento, teorias de que a cantora teria se rendido ao uso de remédios tomou conta das redes sociais.

A bebê da Dany Bananinha é tão linda que, para muitos, é a criança mais bela do planeta

Dany Bananinha publicou em seu Instagram nesta quinta-feira fotos da sua primeira filha.

Prior é gay? Ex-brother abre o jogo e fala sobre o desejo de beijar Daniel durante o BBB20

Em entrevista para o Multishow o arquiteto comentou sobre as polêmicas que colecionou durante a sua participação no reality show.

Governo libera suspensão de contratos e redução de salário dos trabalhadores em até 70%

A medida vai afetar mais de 24 milhões de trabalhadores e mesmo assim vai causar demissões
Rômulo NC
Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.
Publicidade

Bolsonaro acaba de completar cem dias à frente do país como presidente da República. Nesse período, o político já cumpriu 1/5 das promessas que foram feitas durante sua campanha eleitoral.

De acordo com um levantamento feito pelo G1, portal de notícias da Globo, dos 58 compromissos que foram firmados pela atual presidente do Brasil, 12 foram cumpridos até o final.

Publicidade

O projeto “As promessas dos políticos” começou no ano de 2015, com a então presidente Dilma Rousseff. Agora, eles começam um novo ciclo com o atual presidente eleito. Na comparação feita com os ex-presidentes Michel Temer e Dilma Rousseff no mesmo período, Bolsonaro cumpriu 12 das 58 promessas prometidas durante sua campanha. Dilma aparece em segundo lugar com 5 de 55 e Temer, 3 de 20.

Promessas cumpridas por Bolsonaro

Das 12 promessas que já foram cumpridas pelo presidente, quatro são compromissos econômicos assumidos por Bolsonaro. Dois deles se referem ao não aumento de impostos e não recriar a CPMF. Ambos foram cumpridos porque não houve aumento de cobranças e nem o retorno da CPMF.
A terceira promessa de reduzir alíquotas de importação e barreiras não tarifárias também foi concluída. 

Publicidade

A quarta promessa, fazer com que os preços praticados pela Petrobras sigam os mercados internacionais também foi realizada, sendo que a estatal manteve a política de repassar as diferenças nos preços dos combustíveis ao mercado internacional, adotando como medidas, intervalos entre os reajustes e fazendo uso dos mecanismos de hedge. Outras promessas realizadas são de cunho administrativo.

Além disso, Bolsonaro publicou um decreto no último dia 13 de março, em que exigia a extinção de mais de 21 mil cargos.

Publicidade