in

Substituto de Moro na Lava Jato concede derrota histórica para Lula

Montagem: República de Curitiba (TRF-4/Divulgação / Foto: Ricardo Stuckert)
Publicidade

O último domingo (8), foi marcado por vários atos políticos pelo país, tanto por simpatizantes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), reivindicando a sua liberdade, bem como por aqueles que eram favoráveis a Operação Lava Jato, demonstrando apoio às investigações.

Em meio a isso, surge a figura do juiz Luiz Antonio Bonat. Ele agora passa a ocupar o cargo deixado pelo ministro Sérgio Moro, no comando das investigações, e já protagonizou a primeira derrota para o político, preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

Isso porque os advogados de defesa solicitaram o afastamento do delegado Filipe Hille Pace, que participa do inquérito que apura o recebimento indevido de vantagens pelo petista vindo da empresa Odebrecht. 

Publicidade

Pace é tido como sendo um dos grandes nomes da Operação Lava Jato e, somados outros fatores, Bonat tomou a decisão imediata de não aceitar a solicitação da defesa.

Publicidade

Em seu despacho, ele alega que o delegado não é inimigo de Lula e tampouco pretende prejudicá-lo. Alegou que o único interesse de Filipe Hille Pace, assim como os demais membros das equipes de investigação, é apurar os fatos trazendo à luz a revelação da verdade.

Histórico de Bonat

Luiz Antonio Bonat tem 64 anos e tornou-se juiz federal na década de 90. Antes de ser escolhido para assumir a Lava Jato, ele atuava em casos relacionados com a Previdência, na 21ª Vara Federal de Curitiba.

As marcas de suas atuações, de acordo com depoimentos de profissionais que trabalharam ao lado de Bonat, são classificadas como sendo discrição e imparcialidade.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.