in

Alerta aos pais: bactéria que causou a morte do neto de Lula é comum e letal

Direto da Redação / Facebook
Publicidade

A morte de Arthur, de apenas 7 anos de idade, chamou a atenção de todo o Brasil não só porque o garotinho era o neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas também por ter sido divulgado que a possibilidade do falecimento repentino da criança poderia ter sido causada pela meningite bacteriana, que é altamente contagiosa.

Publicidade

Diante da possibilidade de um surto da doença, dias após a morte do garoto houve uma corrida aos postos de saúde e clínicas, onde pais desesperados procuraram pela vacina contra meningite. Entretanto, de acordo com o portal de notícias ‘G1’, Arthur não faleceu em decorrência da meningite meningocócica, mas sim, vítima de uma septicemia causada pela bactéria Staphylococcus aureus.

Publicidade

Alerta aos pais: bactéria que causou a morte do neto de Lula é comum e letal

Segundo especialistas em saúde como o Dr. Juvêncio Furtado, médico infectologista e professor na Faculdade de Medicina do ABC, a bactéria Staphylococcus aureus é mais comum do que você pode imaginar e, quando infecta uma pessoa com a imunidade fragilizada, pode ser letal, levando o paciente a óbito em poucas horas.

Os estafilococos são um tipo de bactéria. A espécie mais frequente é justamente a Staphylococcus aureus, que contaminou e causou a morte de Arthur, mas existem dezenas de outras. Os estafilococos estão presentes na superfície de pele de cerca de 20% das pessoas, e no nariz de 30% dos adultos, o que é considerado normal.

Publicidade

Sintomas da infecção por Staphylococcus aureus

Dra. Ana Escobar, médica pediatra e colunista do ‘G1’ afirmou que os estafilococos possuem um grande poder invasivo e por isso a infecção generalizada por acontecer em pouco tempo, o diagnóstico precoce aumenta as chances de combater a bactéria e a infecção. “Quando a pele está íntegra, a bactéria não faz nada. Mas se houver um corte, ela pode penetrar”, afirma a especialista. Ou seja, qualquer lesão na pele pode se tornar a porta de entrada para Staphylococcus aureus, como por exemplo, cortes, arranhões e até mesmo uma espinha. Veja quais são os principais sintomas:

  • febre
  • mal-estar
  • dores no corpo
  • cansaço excessivo
  • vômitos

Segundo a Dra. Ana, toda lesão na pele, por menor que seja, deve ser higienizada com água e sabão para evitar a contaminação. É preciso ficar atento se houver algum sinal de infecção no local do machucado, como por exemplo, dor, vermelhidão e aparecimento de pus.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Fabiana Batista Santos

Redatora Web há 5 anos. Prezo por desenvolver conteúdo de qualidade para levar informações úteis e pertinentes ao maior número de pessoas possível. Especialista em TV e Famosos, entretenimento, curiosidades, notícias do Brasil e mundo, decoração, saúde, entre outros.

Sem transmissão na TV! Saiba como assistir Universidad Católica x Grêmio ao vivo

Bomba: afastado da Rede Globo, filha de Didi choca ao revelar “vício” do pai