in

Felipe Neto é acusado de induzir atiradores de Suzano a cometer o massacre e se pronuncia

Overtube
Publicidade

O youtuber Felipe Neto acaba de se envolver em mais uma polêmica. Dessa vez, o assunto é mais sério do que todos que já foram retratados pelo famoso.

Denunciado por ele mesmo através de sua conta no Twitter, o youtuber trouxe à tona que internautas da deep web estão tentando associar o seu nome ao massacre da escola Raul Brasil, em Suzano (SP).

O youtuber revelou que pessoas ligadas ao fórum de internet, que busca disseminar os crimes virtuais, estão alegando que um vídeo feito por ele em 2016 sobre o assunto, é o que acabou motivando a ideia dos atiradores.

Publicidade

Felipe disse: “Se vocês virem qualquer pessoa alegando que os terroristas de Suzano conheceram os chans por minha causa… Saibam que isso é um plano criado nos próprios chans pra tentar atacar minha reputação. Quem divulgar, é porque tá envolvido. Tenho muitas provas arquivadas, segue algumas”.

Publicidade

Há três anos, Felipe fez um vídeo falando sobre o assunto. A intenção do famoso era trazer à tona os crimes que são praticados na deep web, ao final do conteúdo, ele pede para que as pessoas entrem no fórum desconhecido e façam vários comentários para desmascarar os criminosos, pois, o maior medo que eles têm, é justamente que a área seja descoberta.

Entretanto, a declaração do youtuber acabou dividindo a opinião nas redes sociais, porque muitos internautas não concordaram com a opinião de Felipe Neto.

O jornal O Dia entrou em contato com a assessoria de imprensa do youtuber, que alegou que todas as informações são falsas, e que o único objetivo da internet é denegrir a imagem de Felipe. A equipe do famoso não revelou se ele vai entrar com processo.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Rômulo NC

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.