in

Messi lista 5 candidatos a melhor do mundo e não inclui Cristiano Ronaldo; veja quem são

Reprodução/ESPN
Publicidade

Um dos maiores jogadores do mundo na atualidade, Lionel Messi concedeu entrevista à rádio Club Octubre FM 94.7 e dentre os assuntos estava também seus destaques sobre quem seriam atualmente os melhores atletas de futebol.

Messi cita Top-5

O argentino falou sobre quem seriam os melhores jogadores do mundo atualmente e a resposta surpreendeu a todos, confira!

“É difícil… Mas, para dizer alguns: Neymar, Mbappé, Hazard, Suárez e Kun (Agüero)”, revelou o jogador, que acabou deixando de fora o craque português Cristiano Ronaldo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Logo após a resposta do craque, os jornalistas se mostraram incrédulos com o fato de Cristiano Ronaldo não estar na lista e Messi rapidamente justificou sua resposta: “Eu o tirei e o coloquei junto comigo (na lista dos que ficam de fora). Achei que não valia o nome dele. Estou sendo honesto, eu juro”, explicou.

Messi também se abriu sobre os tempos em que o seu maior rival pela Bola de Ouro atuava no Campeonato Espanhol e falou sobre como o português era importante para a competição.

“Era lindo enfrentá-lo nos jogos do Espanhol. Ele nos fez sofrer em muitos momentos, e nós não gostávamos de vê-lo levantando troféus pelo Real Madrid, mas ele trazia prestígio ao nosso torneio. Seria ótimo que ele ainda estivesse aqui”, revela o craque do Barça.

Messi sobre possível confronto com a Juventus na Champions

O Barcelona ainda segue vivo na UEFA Champions League, mas o duelo Messi x Cristiano Ronaldo só poderá acontecer caso os times de ambos os atletas cheguem à final.

“A verdade é que tenho um respeito enorme pela Juventus. Já era uma equipe muito forte, e com a chegada de Cristiano ficou ainda mais. E eles vêm de uma grande vitória sobre o Atlético de Madrid. Tomara que a gente consiga chegar à final”, disse Messi.

Nas quartas de final da Liga dos Campeões, o Barcelona terá pela frente o Manchester United, que eliminou o Paris Saint Germain, e o clássico promete agitar o futebol europeu.

Publicidade
Publicidade
Publicidade