in

Fluoxetina: ela tem muitos efeitos colaterais e muita gente toma de forma errada

Site Boa Forma
Publicidade

Indicada para o tratamento de ansiedade e depressão, a fluoxetina é um medicamento que aumenta os níveis de serotonina no cérebro e por essa razão alivia os sintomas de ânsia e depressão. Embora muitas pessoas procurem esse fármaco para emagrecer, é importante saber que emagrecer é um efeito colateral do medicamento quando consumido.

A fluoxetina atua no controle da ânsia, também controla os distúrbios compulsivos, e por essas e outras razões que ela acaba estimulando a perda de peso. Efetivamente, muitas pessoas que foram submetidas a tratamentos com esse tipo de remédio, acabaram por emagrecer.

Todavia é importante sublinhar, que se trata de um medicamento sério, que deve ser consumido sob a supervisão de um médico, ele possui muitos efeitos colaterais e não é indicado para a perda do peso, pelo contrario, é indicado para tratamento de patologias especificas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Um outro fator relacionado a fluoxetina que ajuda a emagrecer é o fato dela controlar o apetite. Um dos efeitos colaterais desse remédio,  é a perda do apetite, boca seca, e indisposição para alimentação. Outrossim, por ser um medicamento que estimula a produção da serotonina, hormônio do prazer, ela tende a acelerar a atividade metabólica. Portanto, a soma de todos esses fatores é que acaba provocando a perda de peso, mas isto não significa que ela seja indicada para esse fim.

Contraindicações e efeitos colaterais da Fluoxetina

A fluoxetina é uma caixa de surpresas, porque ela pode provocar reações adversas segundo o organismo de quem consome. Por exemplo, ela pode provocar a perda de peso, que é o caso mais comum. Entretanto, em algumas pessoas, ela reage de forma contrária, provocando o aumento de peso. O mesmo se aplica para o apetite, geralmente ela tira o apetite, mas em algumas pessoas pode fazer o inverso.

Seu consumo provoca boca seca, irritação, coceiras na pele e inchaço, falta ou aumento do apetite, perda ou aumento do peso, náuseas, diarreia, dificuldades de digestão, insônia, distúrbios alimentares, calafrios, perda do cabelo, alteração na libido, algumas mulheres quando consomem esse medicamento, possuem inclusive, maior dificuldade em obter prazer nos relacionamentos. 

Seu uso pode provocar hemorragias, disfagia, inflamação do vaso sanguíneo, vasodilatação, estrias roxas na pele, coceira, hipomania, convulsões, coceira e inchaço na pele, problemas no sistema nervoso da boca e da língua, dores no estômago e doença do soro, lesões avermelhadas, perda de memória e ereção persistente do pênis com odor, esses são sintomas que podem ser provocados pelo uso do remédio.

Infelizmente, os efeitos colaterais da fluoxetina são inúmeros e provocam reações surpreendentes que podem variar de pessoa para pessoa. Por essa razão ela é vendida sob fiscalização e seu consumo deve ser acompanhado por um médico.  Certamente, seu consumo realmente ajuda a emagrecer, mas é contra indicado para esse fim, o emagrecimento é mera consequência dos seus efeitos colaterais. 

Todo medicamento deve ser consumido debaixo de orientação médica. A auto medicação pode acarretar inúmeros distúrbios e causar inclusive problemas mais sérios, como insuficiência cardíaca, respiratória, hemorragia no estômago e outros. Cuide da sua saúde, e jamais tome remédios sem conhecer seu verdadeiro diagnóstico.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Priscilla Rodighiero

Escrito por Priscilla Rodighiero

Formada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá, amante da escrita e do conhecimento, redatora de profissão, poetiza e escritora, mãe, esposa e serva do Senhor.