in

Renato Aragão como você nunca viu: Didi aceita desafio de Neymar e posta vídeo ‘fritando’

Reprodução: Instagram @Neymar Jr.
Publicidade

Renato Aragão, o eterno Didi, sempre alegrou os lares brasileiros com seus divertidos programas, desde a época dos Trapalhões, até mais recentemente em a Turma do Didi.

Publicidade

Embora não esteja atualmente na grade de programação da TV Globo, enganam-se os que pensaram que o humorista teria deixado suas divertidas brincadeiras, que sempre marcaram sua vida.

Publicidade

Dessa vez, um vídeo que circula pelas redes sociais está causando grande repercussão entre os internautas, onde mostra Didi aceitando um desafio do craque Neymar.

Ele foi desafiado a gravar um vídeo dançando e, no auge dos seus 84 anos, ele mostra que ainda possui muita malemolência e gingado.

Publicidade

Veja a seguir o vídeo publicado por Neymar Jr.

Na legenda da publicação, o camisa 10 da seleção brasileira rasgou elogios para Renato Aragão. Disse que ele sempre será um ídolo dos brasileiros, e afirmou ter se divertido muito com a sua performance, agradecendo por sua vida e pelo fato de ser um grande brasileiro.

Entrando na brincadeira, Didi continuou a corrente, desafiando desta vez Diogo Canto. Em sua resposta, ele mostrou-se impressionado com o pedido, e afirmou que uma solicitação vinda de uma estrela como essa, era para ser cumprida até mesmo “de cabeça pra baixo”.

Os seguidores de Neymar caíram na gargalhada, e acharam divertidíssima a dancinha do humorista. Muitos recordaram da infância, que sempre esteve marcada com as trapalhadas de Didi e sua turma, desde longa data.

Pela repercussão positiva da dança, é possível perceber o enorme carinho que os brasileiros têm para com esse ícone da história da televisão brasileira.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Procura-se pessoas para ficarem dois meses deitados, o salário oferecido é de R$ 73 mil

Polêmica! STF decide que sacrifício de animais em cultos religiosos é constitucional