in

Jean Wyllys defende relação íntima com várias pessoas

Reprodução: Terça Livre
Publicidade

Jean Wyllys, desde a época de Big Brother Brasil, sempre foi polêmico. Hoje, como uma das figuras políticas mais conhecidas da esquerda, Jean abandonou o cargo de deputado federal, pelo Rio de Janeiro, por conta de supostas ameaças.

Publicidade

Jean está vivendo no exterior e escolheu Berlim, na Alemanha, para ficar. Lá, o ex-deputado está estudando e foi convidado para fazer um doutorado sobre ‘fake news e ódio na web’.

Publicidade

Contudo, uma postagem no Instagram do ex-deputado causou polêmica. Ele citou a entrevista que deu à Leda Neagle e afirmou que defende a relação íntima com várias pessoas e que seria bom que as pessoas a fizessem sem preconceitos.

View this post on Instagram

Para mim, toda suruba quando praticada entre pessoas adultas e capazes é saudável e tudo seria melhor se as pessoas adultas e capazes fossem mais livres para fazerem mais surubas sem culpas nem vergonhas nem estresse. O problema não deveria ser a suruba em si, como fonte de prazer e comunhão, mas sim o discurso falso-moralista de quem ataca a suruba como prática sexual e a liberdade e a honestidade de quem assume seu desejo (como o discurso dos que me atacaram por ter dito, numa entrevista a Leda Nagle que, caso eu soubesse que um meteoro destruiria o planeta em uma semana ou em um mês, eu, ate lá, usaria todas as drogas ilícitas e treparia com quem quisesse trepar comigo – e não retiro uma vírgula do que eu disse: jamais desperdiçaria minha última semana ou mês nesse mundo rezando ou infligindo mal a alguém!), o problema é o discurso de quem posa de “cristão conservador e defensor da família (sobretudo da família amiga de milicianos que está no poder)”, mas, por debaixo do pano e às escondidas, goza em surubas clandestinas. Não ataquem a suruba como prática sexual, por favor! Ataquem o discurso dos hipócritas! [Foto: reprodução do quadro de Nicolau Poussin (1594-1665) "Midas e Baco”. Baco é o deus greco-romano para o qual e pelo qual se fazia, na Antiguidade, os bacanais ou surubas]

A post shared by Jean Wyllys (@jeanwyllys_real) on

A polêmica foi realmente instaurada após a postagem de Jean Wyllys, pois muitos os criticaram nos comentários e acharam um “absurdo”. Já os seus apoiadores gostaram da postagem.

Publicidade

O ex-deputado por pouco não perdeu as eleições do ano de 2018, mas não fez muita diferença, uma vez que ele abandonou o cargo. Perguntado se voltará ao Brasil, Jean respondeu que não sabe quantos ‘dias de noites’ o país terá, portanto não sabe quando voltará.

No exterior, o Wyllys aproveita para militar e mostrar seus ideais políticos. Sua ideologia sempre foi esquerda e agora ele faz questão de ser oposição ao atual presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. Os dois já tiveram momentos tensos, um deles, no dia da votação do impeachment de Dilma, quando Jean cuspiu em Bolsonaro dentro da Câmara dos Deputados.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Saiba quais participantes foram para debaixo do edredom no BBB19 e a Globo não mostrou

Flamengo oficializa negociações e pode assumir o Maracanã