in

Tragédia: sobe para quatro o número de mortos no atentado na Holanda

Reprodução: Robin Van Lonkhuijsen/ EFE
Publicidade

Uma das vítimas do tiroteio ocorrido em um bonde na cidade de Utrecht, localizada na Holanda, que estava internada, acabou não resistindo aos ferimentos e morreu nesta quinta-feira (28), no hospital onde estava internada.

A informação foi publicada pela Procuradoria e, diante disso, eleva-se para quatro o número de vítimas fatais em decorrência do atentado cometido na última semana. Trata-se de um senhor, que tinha 74 anos de idade.

A partir de agora, o suspeito de ter cometido o ataque no dia 18 de março, que possui 37 anos de idade, passa a responder também pelo quarto homicídio, o qual está sendo conduzido como culposo, de caráter terrorista. Ele responde ainda por tentativa de homicídio e ameaças terroristas.

Publicidade

Gokmen Tanis, o homem acusado de ter cometido o massacre, acabou admitindo na última semana ter sido de fato o executor da tragédia, que abalou o mundo, reconhecendo as acusações que pairam sobre ele.

Publicidade

Ele já possuía uma longa ficha criminal, marcada por outros casos como roubo e estupro.

Histórico do atentado

Era uma segunda-feira, dia 18 de março, quando Gokmen Tanis resolveu entrar em um bonde que circulava pela cidade holandesa de Utrecht onde, armado, efetuou disparos aleatórios contra os ocupantes da condução.

Após aproximadamente oito horas de cerco policial, ele acabou sendo encontrado e capturado pelas autoridades nacionais. Além dos feridos, sobe agora para quatro o número de mortos em decorrência do atentado, que marca mais uma das tragédias tendo como palco o continente europeu.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.