in

Haddad é condenado por conteúdo negativo contra Bolsonaro e verdade vem à tona

Veja / Montagem / UOL
Publicidade

Durante as eleições presidenciais, Fernando Haddad chegou a dizer algumas vezes que Jair Bolsonaro ficava a frente das pesquisas por disparo de conteúdos online. Haddad dizia que Bolsonaro divulgava uma rede de robôs com fake news e conteúdos negativos. 

Cinco meses após as eleições presidenciais, quem acabou sendo condenado por esse tipo de disparo negativo acabou sendo o próprio Haddad. A informação foi dada com destaque nesta quarta-feira, 27 , pelo site O Antagonista.

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, acabou condenando o ex-candidato Fernando Haddad a pagar uma multa alta. O valor é de mais de R$ 176 mil. O ministro do STF entendeu que Haddad, através da sua coligação, pagou um site através de propagandas no Google, cujo principal objetivo era difamar Jair Bolsonaro. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O ministro do TSE levou em conta regra da lei que só permite o impulsionamento de conteúdos para beneficiar candidaturas ou partidos.
Ou seja, não é permitido que se use dinheiro para fazer campanha contra o adversário. 

No processo, Haddad negou ser responsável pelo site, mas o Google confirmou pagamento de R$ 88,2 mil pela campanha petista para que o endereço aparecesse no primeiro resultado da busca pelo nome de Jair Bolsonaro.

Nas redes sociais, a notícia foi bastante divulgada pelos eleitores de Bolsonaro, que assim como o presidente costumam usar bastante o termo “fake news”. Haddad não utilizou as redes sociais para falar sobre o polêmico assunto, em um momento que o PT perde espaço na política brasileira. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.