in

Apagão na Venezuela já dura três dias e declaração de Nicolás Maduro assusta

G1
Publicidade

Mais de 17 estados da Venezuela estão vivendo um caos. Há 3 dias, segundo informações passadas pela imprensa local, eles estão sem luz.

Publicidade

Vinte dias depois do maior blecaute já visto na história da Venezuela, alguns estados voltaram a sofrer com o apagão.

Publicidade

Devido ao apagão, as pessoas já estão começando a relatar as consequências que estão sofrendo por conta da falta de energia. Néstor Carreño, gerente de uma pizzaria de um dos bairros nobres de Caracas, relatou a agência de comunicação AFP, que teve que fechar as portas por conta do prejuízo.

O gerente disse: “as mercadorias estragam, não há água, o transporte quase não funciona, não há comunicação. Não sei o que acontece com a minha família, a insegurança aumenta”. De acordo com os relatos da AFP, buzinaços e panelaços foram registrados nesta madrugada de terça para quarta. Em alguns bairros, a energia foi restabelecida, mas logo depois foi cortada novamente.

Publicidade

Essa já é a segunda falha do mês. Na última segunda-feira (25) por volta da 13h22 o blecaute começou, causando um verdadeiro colapso, nos fornecimentos de água, redes de telefonia, internet e bancos eletrônicos.

O presidente Nicolás Maduro, anunciou que o motivo do blecaute, seriam supostos ataques terroristas, nas mãos de violentos. Segundo o comandante da Venezuela, o primeiro teria acontecido por volta das 13h29, na última segunda-feira, na área de geração e transmissão da usina hidrelétrica de Guri, no estado de Bolívar.

A usina é responsável por 80% do abastecimento total de toda a Venezuela. Já o segundo ataque, teria sido por volta das 21h47.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.