in

Justiça age contra a Globo por cenas picantes em novela: ‘pouca vergonha’

Imagem: Reprodução/TV Globo

A Justiça tomou uma decisão após a TV Globo exibir cenas fortes durante a novela O Sétimo Guardião, exibida a partir das 21h no canal. O Ministério da Justiça decidiu agir porque a emissora não estava respeitando a faixa etária e a classificação indicativa de idade, expondo conteúdos mais adultos.

O ministério classificou a novela inapropriada para menores de 14 anos. O despacho foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 25/3.
 

No texto, o ministro Moro diz que a Globo não ajustou as cenas após inúmeros pedidos pelo Governo. A intenção da Justiça era manter a faixa etária própria para maiores de 12 anos de idade, como é costume nas novelas das 21h.  A novela agora é classificada para maiores de 14 anos.

Medida é celebrada

Muitos pais aprovaram a medida e elogiaram o juiz licenciado Sério Moro pela decisão.

“Bem feito! Acabou a pouca vergonha agora”, disse Marcos Túlio, espectador em uma rede social.

A emissora já alertou que irá recorrer da decisão do ministério. O canal foi notificado no dia 8 de fevereiro após exibir uma cena quente entre dois personagens. Sem justificativa, a Globo continuou a “pesar a mão” no conteúdo, o que acionou órgãos do governo.

A reclassificação não tem como afetar o rumo da novela, uma vez que o autor pode prosseguir a escrever temas que lhe convir e cenas próprias para a faixa de horário e idades recomendadas. 


Cenas fortes 

Foram várias as reclamações sobre a novelas. De personagens bizarros a cenas exageradas que apelam para temas mais picantes, como cenas em um bordel e violência.

Leia Também

Escrito por Tô passado News

Assuntos chocantes, novidades da televisão e famosos e política: tudo você encontro aqui.

Horóscopo do dia: previsões para cada signo nesta terça, 26

Igreja evangélica desmorona no Peru causando mortes e destruição