Urgente! Sirene de barragem da Vale em MG toca e alerta para risco iminente de rompimento

Leia também

Chamado de mirradinho, filho de Márcio Garcia cresce e web pira: ‘Tão alto e belo como o pai’

Filho do ator e apresentador Márcio Garcia está mais alto que pai e arranca elogios.

Brasil ora por Márcio Garcia; ele foi internado às pressas

Marcio Garcia, Apresentador do Tamanho Família tranquiliza fãs pelas redes sociais.

Após deixar o Grêmio, Marinho reclama do Santos: ‘quatro meses que não recebo’

Atacante desabafou nas redes sociais, após ser criticado por torcedores do Peixe.

Atriz que faz grande sucesso no SBT tem o salário reduzido devido à crise do coronavírus

Angelique Boyer e diversos outros artistas tiveram o salário reduzido na Televisa devido a crise financeira da emissora, causada pelo COVID-19.
Higor Mendes
Corretor de Imóveis, cursou até o 3º semestre de Engenharia de Pesca na Universidade Federal Rural da Amazônia e atualmente é graduando em História na UNP. Apaixonado por História da Segunda Guerra Mundial, Política, Futebol e curiosidades em geral.
Publicidade

Na noite desta sexta-feira (22), mais uma barragem da Vale entrou em alerta máximo de risco de rompimento, em Barão de Cocais, em Minas Gerais. As sirenes instaladas na região para alertar os moradores foram acionadas. Esta é a segunda vez que as sirenes da região foram acionadas em um periodo pouco maior que um mês.

De acordo com Mardem Chaves, o secretário de comunicação da cidade, o nível de segurança da barragem foi alterado de 2 para 3. O próprio secretário afirmou que apesar do grande susto não houve rompimento.

Publicidade
Publicidade

Em nota, a empresa Vale informou que a medida tomada é tida como unicamente de prevenção e foi tomada logo após uma auditoria classificar as condições da barragem como “condição crítica de estabilidade”.

Publicidade

A prefeitura de Barão de Cocais informou que partiu da Agência Nacional de Mineração a orientação para que o nível de alerta da barragem passasse de 2 para 3. Pela classificação da agência, o nível 3 indica “rompimento ou risco iminente de romper”.

Publicidade

Os moradores da área próxima à barragem já haviam sido evacuados de suas casas no dia 8 de fevereiro, após as sirenes serem acionadas indicando o risco de rompimento pela primeira vez. Na ocasião, cerca de 452 pessoas foram afetadas e precisaram ser levadas para hotéis em cidades vizinhas à região.

A Tropa de Choque e a Defesa Civil foram enviadas para a cidade e estarão aptas ao trabalho, caso pessoas que morar em uma área secundária também precisem ser retiradas de suas casas. De acordo com a Defesa Civil, no local, chamado zona de autossalvamento, será feito um treinamento de evacuação neste final de semana.

A barragem em questão está entre as dez que a empresa de mineração pretende eliminar e foi construída pelo mesmo método que a barragem de Brumadinho, o chamado “alteamento a montante”.