in

Fachin dá ‘presente’ a Lula ao atender pedido de advogados do ex-presidente

UOL
Publicidade

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, atendeu um pedido feito pelos advogados do  ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. Ele suspendeu o depoimento que Lula daria nesta sexta-feira, 22 de março.

Preso desde abril do ano passado em Curitiba, o ex-presidente prestaria depoimento em quatro inquéritos que tramitam na Justiça Federal do estado do Paraná. O primeiro seria por, supostamente, ter cometido lavagem, corrupção de dinheiro e pagamento de propina para empreiteira Odebrecht, no caso dos navios-sonda que foram construídos pela Sete Brasil.

A segunda também envolve crimes de lavagem na construção da Usina de Belo Monte, em que o ex-presidente teria dados privilégios a Cartel e a Atos. A terceira, novamente envolvendo a Cartel, no caso da construtora Schahin e o PT. Por último, crimes de lavagem envolvendo uma grande organização criminosa, que teria explorado petróleo na África, com pagamento de propina ao ex-presidente e a representantes.

Publicidade

No entanto, a defesa de Lula alega que não teve acesso a vários documentos, o que caracterizava cerceamento de defesa. Ao analisar o pedido apresentado pelos advogados do político, Edson Fachin decidiu adiar o depoimento, dando cinco dias para que eles façam a análise do material.

Publicidade

O ministro também pediu que a Justiça do Paraná fosse comunicada imediatamente sobre sua decisão.

Em um dos trechos dos argumentos apresentados pelos advogados, eles alegaram que não deferir o livre aceso aos documentos, poderia prejudicar o ex-presidente Lula.

Rômulo NC

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.