in

Pânico no DF: professor invade Secretaria da Educação armado e PM é acionada

Reprodução / Polícia Militar DF
Publicidade

O país ainda está sensível após o massacre ocorrido na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, Região Metropolitana de São Paulo, na quarta-feira (13). Oito pessoas foram mortas pelos atiradores. Os dois também morreram.

Nesta sexta-feira (15), um professor de 54 anos invadiu a sede da Secretaria de Educação do Distrito Federal, no Setor Bancário Norte. O homem portava uma faca de caça e uma besta (arco) com seis flechas. Esta arma é idêntica a que um dos atiradores de Suzano usava.

Professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília, o homem chegou a subir até o 12º andar, onde fica o gabinete do secretário de Educação, Rafael Parente, que estava em reunião na Residência Oficial do Governo no horário.

Publicidade

A Polícia Militar foi acionada depois que funcionários perceberam parte da besta para fora da mochila. Antes que ele ferisse alguém, foi interceptado pelos policiais e encaminhado ao 5º Distrito Polícia, no centro de Brasília.

Publicidade

O nome do suspeito não foi revelado e ele alegava ter ficado doente por conta do trabalho, informou a pasta. Diante das notícias assustadoras vindas de Suzano, servidores ficaram em pânico com a situação. Foram cerca de dez minutos de tenso dentro do prédio.

Os funcionários foram autorizados a retornarem para casa e receberam cobertura dos seguranças. A partir de segunda-feira, novas medidas de segurança do prédio já serão implementadas, de acordo com Rafael Parente.

O professor foi afastado e um processo administrativo foi aberto, de acordo com o vice-governador Paco Britto.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br