in

Homenageada do Google era feminista, saiba quem é

Reprodução/Google

Dias importantes merecem ser comemorados, lembrados e celebrados. O Google é uma empresa que enfatiza isso e homenageia pessoas que fizeram história ou acontecimentos importantes através de Doodle diariamente. Mas hoje a homenagem foi especial e celebra o empoderamento feminino.

A escritora completaria 105 anos

Carolina Maria de Jesus foi lembrada hoje pela empresa, pois neste dia completaria a idade de 105 anos. Mulher, escritora, negra, mãe solteira, Carolina revolucionou a escrita com seus relatos verdadeiros de vivencia e sofrimento.

Carolina de Jesus é a autora do livro “Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada”, no ano de 1960 o livro ficou famoso, foi traduzido em 14 línguas distintas e foi publicado em cerca de 40 países. O livro é mundialmente conhecido e representa o Brasil.

O conteúdo do livro retratava o conteúdo precário que ela vivia em uma das favelas de São Paulo. O local era o ambiente em que ela criava seus três filhos. Carolina marcou a escrita feminina brasileira e foi

Além desse livro, Carolina também escreveu “Casa de Alvenaria”, “Pedaços de Fome” e “Provérbios”. Ganhando notoriedade e respeito como uma escritora que marcou época

Carolina morreu aos 62 anos

Carolina Maria de Jesus nasceu em Minas Gerais no dia 14 de março do ano de 1914, ela morreu muito cedo aos 62 anos na cidade de São Paulo em 13 de fevereiro. A causa da morte foi insuficiência respiratória. Ela se foi cedo demais, mas suas histórias deixaram seu legado e sua escrita mostrou que não importa da onde se saiu quando se corre atrás de seus sonhos.

Leia Também

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.

Next post

Mãe do assassino de Suzano desabafa sobre o filho: ‘E o bobão faz isso?!’

Caso Bernardo: reviravolta na morte do menino mostra que suposto inocente está preso