in

Tio de um dos assassinos de escola em Suzano chora e pede perdão às famílias

G1

Os jovens que fizeram várias vítimas na manhã de ontem na escola Raul Brasil em Suzano, também morreram. Quando os policiais militares entraram na escola, o mais novo atirou no mais velho e em seguida se matou. Luiz Henrique de Castro já foi enterrado, o sepultamento foi no cemitério São João Batista e Guilherme Taucci Monteiro será sepultado no cemitério São Sebastião.

Américo Castro, 69 anos, tio de Luiz Henrique, foi aos prantos após o enterro do sobrinho e pediu perdão às famílias das vítimas: “Quero pedir perdão público para os pais daquelas crianças. Eu não sei o que aconteceu com o menino. Em nome da família Castro eu peço perdão. Nós também somos vítimas“.

O sepultamento de Luiz foi às 12h30, tendo sido realizada uma breve cerimônia e contando com poucas pessoas. O tio do jovem assassino disse que a mãe está em choque e não conseguiu ir ao enterro do filho.

O tio, com voz embargada, disse que a família decidiu não fazer um velório em respeito a todas as vítimas deste massacre e que sua irmã, mãe de um dos jovens, não tinha a mínima condição de falar. Ele também explicou que sua família nunca percebeu um comportamento estranho do rapaz e que por causa disso jamais imaginaram que ele fosse capaz de tamanha barbaridade.

Na Arena Suzano foi realizado um velório coletivo e milhares de pessoas já passaram pelo local, todos querem levar alguma palavra de conforto aos familiares.

Uma boa notícia é que as vítimas que estão internadas estão se recuperando bem e nenhuma mais está correndo risco de morrer.

Leia Também

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br

Next post

Confira receita de brownie de chocolate feito com abobrinha

Atiradores de massacre em escola de Suzano compraram armas no site Mercado Livre