in

Alunos revelam que atirador era colega e tinha deixado aviso

Publicidade

Alguns alunos deram entrevistas e revelaram a identidade de um dos atiradores na escola em Suzano. Os estudantes afirmaram que o criminoso era aluno da escola e conhecido por toda a turma. Segundo os relatos, ele não sofria bullying.

Publicidade

Os alunos falaram, ainda, que o colega havia deixado um aviso antes do atentado, afirmando para todos ‘ficarem espertos’. No entanto, o atirador contou com um amigo que supostamente veio de longe para auxiliar na execução do crime.

Publicidade

A Polícia Militar ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, apenas alega que estão apurando os fatos. Nada é confirmado pelo estado de São Paulo, pois todas as informações estão sendo sigilosas. Não há dados fixos dos números de vítimas, podendo mudar até o fim do dia.

Na frente do local, muitas famílias inconsoláveis permanecem incrédulas. O Gate analisou artefatos que pareciam com explosivos dentro da escola, porém eram falsos, provavelmente com intuito de assustarem depois do ataque.

Publicidade

Os dois atiradores acabaram com a própria vida, logo depois de assassinarem diversos alunos e um funcionário, sem deixar qualquer explicação sobre seus últimos atos.

A tragédia também vem levando diversas discussões. Uma delas é sobre reforçar a segurança nas escolas públicas. Também, alguns internautas discutem sobre desarmamento, enquanto outros defendem que o armamento poderia ter evitado a ação dos criminosos.

A discussão tem como foco o presidente Jair Bolsonaro, que é a favor do armamento civil. Apoiadores acreditam que o massacre não aconteceria se professores e coordenadores tivessem armados, já a oposição opina que seria pior.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.