in

Professora conta tudo o que aconteceu no massacre da escola em Suzano, São Paulo

Twitter/UOL
Publicidade

Dois adolescentes armados entraram na escola Raul Brasil, em Suzano, São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13) e começaram a disparar, matando de imediato 5 crianças e 1 adulto. Algumas horas depois, mais duas vítimas vieram a óbito. Os atiradores se mataram e agora a polícia está investigando o caso, pois há muitas perguntas sem respostas; além das informações desencontradas.

Publicidade

Sandra Perez, professora na Escola Estadual Raul Brasil, disse que ficou chocada com tudo que viu, ela conta que o tiroteio começou por volta das 9h30 e, quando ela ouviu os primeiros disparos, pensou que fossem bombas.

Publicidade

“Quando eu percebi que eram tiros, fiquei lá. Só saí quando os policiais chegaram, 20 minutos depois”, disse a professora.

A Prefeitura de Suzano informou que muitas crianças feridas levemente foram levadas para o Pronto Socorro Municipal. As vítimas em estado mais grave tiveram que ser encaminhada para o Hospital Luzia de Pinho Melo, que fica em Mogi das Cruzes; e também para o Hospital Santa Marcelina, localizado na cidade de Itaquaquecetuba.

Publicidade

São mais de 20 pessoas feridas nos hospitais, 10 mortos e a cidade inteira em pânico; aliás, o Brasil inteiro está em choque com o ocorrido, pois massacres assim eram vistos apenas na TV – quando aconteciam em outros países, como nos Estados Unidos. Mas agora, foi aqui.

O governador de São Paulo, João Dória, esteve em Suzano e foi à escola onde houve o massacre. Dória garantiu que todas as vítimas e seus familiares receberão ajuda, inclusive psicológica.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br

Heroína: merendeira comete ato heróico e salva 50 crianças de atiradores

Jovem teria baleado o próprio tio minutos antes de cometer os homicídios na Escola Raul Brasil