in

Internautas atacam Jair Bolsonaro nas redes sociais após massacre em escola de Suzano

Abril
Publicidade

Na manhã desta quarta-feira (13), dois adolescentes entraram na escola Raul Brasil em Suzano, São Paulo e começaram a atirar. Os atiradores foram justamente no horário de aula e em um primeiro momento 5 crianças foram mortas e também um funcionário.

Em seguida os dois adolescentes se mataram. Algumas horas depois, duas vítimas que foram atendidas vieram a óbito e assim, o número de mortos é de 10.

Nas redes sociais, este massacre na escola de Suzano é um dos assuntos mais comentados do Twitter e muitos internautas estão atacando o presidente Jair Bolsonaro, querendo que ele se pronuncie e diga se ainda é a favor do porte de armas para a população.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

“Bolsonaro o que você tem a dizer sobre essa tragédia em Suzano?”, questionou um internauta. “As mortes na escola de Suzano deixam digitais: Bolsonaro e seu clã; Moro; a bancada da bala; o lobby da indústria das armas presente em casas legislativas país afora; Witzel e Dória; os amantes das armas do sistema de justiça criminal…”, comentou outro.

João Dória, governador de São Paulo, foi até Suzano e entrou na escola onde ouve o massacre. Segundo ele, todas as vítimas contarão com apoio psicológico e também financeiro.

Os dois adolescentes estavam fortemente armados, inclusive com cintos de carregadores, o que indica que estavam dispostos a matar muito mais pessoas, porém, por algum motivo eles se mataram.

A polícia estará investigando tudo sobre este caso para tentar descobrir onde estes adolescentes conseguiram todas as armas e o que teria levado os dois a cometerem um massacre como este.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Russel

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: [email protected]