in

‘Vizinho gay desvaloriza o imóvel’, disse Jair Bolsonaro há alguns anos e agora é detonado

Veja
Publicidade

Há alguns anos, quando Jair Bolsonaro deu uma entrevista para a revista Playboy, não imaginou que sua declaração seria tão criticada futuramente. Inclusive, na capa da revista apareceu um trecho da polêmica declaração, em que ele disse: “Vizinho gay desvaloriza o imóvel”.

Nesta entrevista, Bolsonaro contou também como foi o primeiro exame de próstata que vez e alegou no final: “Pelo fato de ser militar da reserva, nós somos, confesso, machistas”.

Nesta época, Jair Bolsonaro era deputado federal e estas foram só algumas das polêmicas ditas por ele ao longo dos anos. Nesta entrevista, por exemplo, ele disse que “seria incapaz de amar um filho homossexual” e que preferia ver um filho morto do que namorando um “bigodudo por aí”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Essa declaração de Bolsonaro, de que ter vizinho gay desvaloriza o imóvel, veio à tona agora novamente, porque foram presos dois suspeitos de matar Marielle Franco e um dos acusados mora no mesmo condomínio onde o presidente tem uma casa, no Rio de Janeiro. Os internautas estão questionando se Bolsonaro prefere ter um vizinho assassino a um homossexual.

Sobe aprovação de Jair Bolsonaro

No Ceará, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro caiu cerca de 51%, lembrando que a região é reduto de Ciro Gomes e também do PT. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Paraná e mostra a fase que o governo atravessa.

Apesar das muitas polêmicas envolvendo o nome do presidente nos últimos dias, a aprovação de Bolsonaro vem crescendo justamente na região do país onde antes ele menos tinha apoio da população.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Russel

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: [email protected]