in

Luto! Morre um dos maiores ídolos da Jovem Guarda

R7/Gospel Geral/Montagem Rômulo Nogueira
Publicidade

Nesta segunda-feira (11), morreu um dos grandes ídolos da Jovem Guarda que marcou os anos 60. Aos 76 anos, o cantor e compositor Demétrius faleceu.

A informação da morte do cantor e compositor que brilhou com a canção O Ritmo da Chuva, uma versão de Rhythm of the Rain, do grupo americano The Cascades, foi confirmada por Claudio Fontana, amigo do artista ao portal R7.

Claudio disse: “Ele estava meio adoentado, tinha sido internado há três dias. O nosso amigo faleceu com infecção generalizada. O filho dele está vindo dos Estados Unidos”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Segundo Fontana, o cantor deverá ser enterrado nesta terça-feira (12), no cemitério Gethsêmani, Morumbi, localizado zona sul da capital paulista. Demétrius completaria 77 anos no próximo dia 28, mas acabou tendo seu aniversário cancelado pelo destino.

O artista deixa três filhos e sua mulher. Ainda não foi revelado qual a causa que acabou culminando na morte do artista, que brilhou nos tempos áureos da Jovem Guarda.

Vida e Obra de Demétrius

Demétrius Zahra Neto, nascido no dia 28 de março de 1942 no bairro de Jacaré Paguá, zona sul do Rio de Janeiro. Aos seis anos, teve que sair de sua cidade, para seguir os pais que se mudavam para São Paulo.

A carreira começou em 1960, quando recebeu um convite de ouro de Miguel Vaccaro Neto, da Rádio Pan-Americana, hoje Jovem Pan. Logo em sua estreia ele conseguiu alçar o sucesso. Em 1964 viria uma das músicas mais atuantes de sua carreira.

Ao lado de outros artistas, brilhou na época de ouro da Jovem Guarda, chegando até a participar do III Festival da Música Popular Brasileira, da RecordTV, em 1967, com a composição Minha Gente.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Rômulo NC

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.