in

Bolsonaro divulga áudio sobre ‘arruinar governo’, mas Estadão diz que é fake news; ouça

Estadão / Montagem / Veja

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, divulgou neste domingo, 10 de março, um polêmico áudio que ele atribui a jornalista Constança Rezende. Ele usa como fonte um site chamado ‘Terça Livre’. 

Segundo a publicação do presidente, o áudio evidenciaria que alguns veículos de comunicação querem ‘arruinar seu governo”, além se solicitar o seu impeachment.  Ele cita veículos como ‘O Globo’, a TV Globo e o próprio  Estadão.  No entanto, segundo o jornal e também o UOL. o presidente teria divulgando uma notícia falsa, a famosa fake news (como explicaremos mais a frente). 

Veja abaixo a publicação feita por Jair Bolsonaro, em que ele acusa uma jornalista do jornal ‘O Estado de São Paulo’ de usar artimanhas para arruinar o  seu governo:

– Constança Rezende, do jornal "O Estado de São Paulo" diz querer arruinar a vida de Flávio Bolsonaro e buscar o Impeachment do Presidente Jair Bolsonaro. – Ela é filha de Chico Otavio, profissional do jornal "O Globo" e "TV Globo."- A Globo e o Estadão querem derrubar o Governo, com chantagens, desinformações e vazamentos. Link do Terça Livre TV: https://www.tercalivre.com.br/jornalista-do-estadao-a-intencao-e-arruinar-flavio-bolsonaro-e-o-governo/

Gepostet von Jair Messias Bolsonaro am Sonntag, 10. März 2019

Inicialmente, segundo o Estadão, houve uma distorção dos fatos. A conversa, em inglês, tem frases truncadas e com pausas. Apenas trechos selecionados foram divulgados. Em determinado momento, a repórter avalia que “o caso pode comprometer” e “está arruinando Bolsonaro”, mas não relaciona seu trabalho a nenhuma intenção nesse sentido. 

O UOL também fez uma análise da matéria do ‘Terça Livre’, utilizando o próprio áudio apresentado. A aspa utilizada pelo site no título de sua reportagem é falsa. A citação atribuída à repórter não aparece sequer na transcrição que a própria página faz de toda a conversa

O jornal e a jornalista citada na matéria negam que tenham conversado com Jawad Rhalib, suposto jornalista francês que teria ouvido a repórter. Mais tarde, o Estadão fez um editorial chamando Jair de grosseiro, incompetente e ignorante. 

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

Faustão surpreende e também quer saber ‘quem mandou matar Bolsonaro?’

Mulher é acusada de atear fogo no carro do ex e deixar carta com declarações de amor