Dor e sofrimento: outra vítima de Brumadinho é identificada e filho faz revelação

Leia também

Como proteger seu cão do barulho dos fogos; este truque é essencial

A audição dos cães é muito mais poderosa do que a dos seres humanos e você precisa aprender esse truque.

5 coisas que você não pode deixar controlarem sua vida

A vida passa rápido e grande parte das pessoas nem se dá conta dessa efemeridade.

A Rússia possui algumas proibições que você nem imagina; a 9 é inacreditável

Após a Copa do Mundo de 2018, muitas diferenças nos costumes russos vieram à tona.

Mãe de neta de Chitãozinho fala de pensão atrasada e que ex-marido quer auxílio do governo

A mãe da única neta de Chitãozinho mostrou o que parece ser uma indireta após polêmicas.
I Feitosa
Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011. A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.
Publicidade

Enquanto algumas pessoas seguem suas vidas e o carnaval se torna o centro das atenções, outras ainda sofrem com uma das maiores tragédias da história.

Na sexta-feira (8) identificado mais um corpo de vítima da tragédia em Brumadinho, Minas Gerais. Ademário Bispo, de 51 anos, estava desaparecido desde a data da tragédia.

Publicidade
Publicidade

Ademário nasceu na Bahia e foi o quinto baiano identificado, outros dois ainda estão desaparecidos. 

Publicidade

Além dele, Ednilson dos Santos Cruz, de 23 anos, Tiago Coutinho do Carmo, 34 anos, George Conceição de Oliveira e Cássio Cruz da Silva Pereira, de 27 anos foram encontrados.

Publicidade

Filho de Ademário faz revelação

De acordo com o portal G1, o filho da vítima é Ismael Bispo, de 23 anos. Ele revelou quando acontecerá o sepultamento do pai. 

Será na cidade de Mário Campos, Minas Gerais e está marcado para o próximo domingo, dia 10 de março. 

O tamanho da tragédia em Brumadinho

A barragem de rejeitos da Vale rompeu no último dia 25 de janeiro e destruiu completamente o Córrego do Feijão, localizado em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A lama passou pelo local arrastando tudo com muita sujeira de metais pesados, deixando várias vítimas mortas e desaparecidas. Além da própria área da Vale, uma pousada e casas foram destruídas pela força da lama.

De acordo com o presidente da Vale, grande parte dos atingidos eram funcionários da empresa e estavam almoçando no momento em que ocorreu o rompimento.

O refeitório da instalação da Vale foi destruído pela lama, deixando dezenas de mortos.