Bêbado confunde manequim com mulher, começa a trocar carícias, e policial tem que intervir

Leia também

Macacos atacam profissional de saúde e ‘roubam’ amostras de sangue infectadas com Covid-19

Um grupo de macacos atacou um campus univesitário e pegou amostras de sangue de pacientes.

Cantor e compositor brasileiro morre por coronavírus e causa comoção: ‘Meus sentimentos’

O artista deixa um legado de muito sucesso, principalmente do estado do Ceará.

Lembra do Compadre Washington? Após anos difíceis, ele prova que a vida dá voltas

O 'eterno' vocalista da era de ouro do grupo É O Tchan passou por muitos apertos nestes últimos anos.

Andressa Suita abre o coração e fala sobre tratamento para ter uma menina: ‘para garantir’

A esposa do sertanejo Gusttavo Lima abriu o coração e falou sobre maternidade e o desejo de aumentar a família.
Henrique
Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.
Publicidade

Carnaval é um período onde as pessoas, historicamente, costumam abusar um pouco mais do álcool. Os foliões, embalados pelos blocos carnavalescos, acabam fazendo o uso dessa substância, na intenção de se soltar mais, aproveitando ao máximo os dias de folia.

Entretanto, como para tudo na vida, sempre existem aqueles que acabam bebendo além da conta, protagonizando cenas hilárias, que muitas das vezes acabam viralizando pelo país.

Publicidade
Publicidade

Foi exatamente o que aconteceu com um senhor, em um vídeo que circula pelas redes sociais, e que está fazendo os internautas caírem na gargalhada. Nas imagens é possível ver que o homem aparenta estar apaixonado por uma suposta mulher, bastante alto.

Publicidade

https://www.facebook.com/CuriosidadesVASCO/videos/558234594677128/

Publicidade

Ele tenta a aproximação, e começa a acariciá-la. Todavia, um detalhe interessante chama a atenção: não se trata de uma mulher, mas de um manequim feminino, que encontra-se imóvel, aparentemente sendo destinado para algum desfile, por conta dos trajes carnavalescos nele vestidos.

Diante da situação, um dos policiais que fazem a segurança do entorno, pede para que o homem afasta-se do local, tendo que explicá-lo de que sua “amada” nada mais é do que um manequim de plástico.

Sem entender muito bem a situação, o homem decide por acatar a recomendação do policial, e sai de perto, mas muito bravo, levantando os braços, aparentemente questionando o porque do pedido.

Em seguida, ele se dirige até o público que se encontra atrás de uma grande, e começa a acenar para o povo que se encontrava no local. Este é um exemplo claro de que, sob efeito de álcool, as coisas aparentam ser mais bonitas do que realmente são, como é dito nos ditados populares.