in

Luto: morre mãe do treinador da Seleção Brasileira, Tite, aos 83 anos

Reprodução / RBS TV / CBF
Publicidade

O treinador da seleção brasileira, Tite, está de luto. Morreu neste sábado (9), aos 83 anos, dona Ivone Bacchi, mãe do técnico. A idosa morreu em decorrência de causas naturais e o treinador da seleção vai viajar para Caxias do Sul, região serrana do Rio Grande do Sul, onde ocorrerá o velório e sepultamento.

Publicidade

O mundo do futebol já começou a se mobilizar por conta do falecimento de donda Ivone. Antes do clássico Ca-Ju, entre Caxias e Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi, atletas fizeram um minuto de silêncio em homenagem à dona Ivone.

Publicidade

A mãe sempre foi uma grande incentivadora de Tite desde o início da carreira como treinador, nos anos 2000. Em 2001, por exemplo, Tite foi campeão gaúcho pelo Caxias e venceu a Copa do Brasil pelo Grêmio ao derrotar o Corinthians, no Pacaembu.

Durante a Copa do Mundo de 2018, dona Ivone acompanhava os jogos da seleção brasileira no colo. Bom filho, Tite sempre deixou claro o orgulho que tinha de sua mãe e que todo o sucesso na carreira acontecia por causa da criação recebida.

Publicidade

“Eu só cheguei até aqui porque eu tive uma grande mãe, um grande pai e um grande irmão”, afirmou o treinador. O auge de Tite na carreira foi em 2012, quando conquistou a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes pelo Corinthians. Em 2016, assumiu o comando da seleção brasileira e teve o contrato renovado, em 2018, mesmo após eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo.

Ainda não foram divulgadas informações sobre horário e local do velório e enterro do corpo de dona Ivone Bacchi. O sepultamento, provavelmente, deve acontecer neste domingo.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Fábio Assunção flagrado consumindo chá alucinógeno em ritual indígena

Vídeo: funcionário rouba R$ 10 mil do patrão que o ajudava a largar as drogas