in

Bolsonaro afirma que democracia só existe se as Forças Armadas quiserem

G1
Publicidade

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, fez um pronunciamento na cerimônia de aniversário do Corpo de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiro. O seu discurso durou pouco menos de 4 minutos, e o presidente falou sobre a Reforma da Previdência, que ele tenta aprovar no Congresso Nacional.

Jair Bolsonaro afirma que os militares terão um tratamento especial e pede para que os mesmos façam um ‘sacrifício’ para que o Brasil passe por esta reforma sem dificuldades. Durante o discurso, uma fala do presidente causou polêmica.

O capitão da reserva do Exército afirmou que “democracia e liberdade só existem quando as Forças Armadas querem”. No entanto, muitos protestam quanto a fala dele, pois é acusado de falar que as Forças Armadas têm autoridade sobre o povo e, supostamente, poderiam acabar com esta liberdade a qualquer momento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mourão comenta

O vice-presidente General Hamilton Mourão saiu em defesa de seu presidente e afirmou que Bolsonaro foi ‘mal interpretado’ e que ele só queria dizer que a liberdade e democracia acontecem com a ajuda das Forças Armadas, apenas relatando uma realidade do Brasil.

Mourão é figura importante no Governo Bolsonaro e muitas polêmicas também já o cercara, por esse motivo que alguns jornais noticiaram um certo desentendimento entre o vice e o presidente. Mas o que demonstram é que estão unidos.

Mourão defendeu Bolsonaro em sua fala para evitar mais uma polêmica no governo, uma vez que o presidente já foi muito atacado após o compartilhamento de um vídeo polêmico sobre o Carnaval em seu Twitter.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: [email protected]