in

Conheça o bloco onde foi filmado o vídeo que Bolsonaro compartilhou no Twitter

Reprodução / Léo Pinheiro (Facebook) / Câmara dos Deputados
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou um vídeo bastante polêmico nas redes sociais. Nas imagens, homens apareciam urinando uns nos outros. O vídeo já foi assistido milhões de vezes e gerou grande debate envolvendo a postagem em si e o conteúdo do material publicado.

O vídeo proibido foi gravado na segunda-feira, durante desfile do BloCu, no Centro de São Paulo. O bloco carnavalesco defende o direito à diversidade e se manifestou publicamente após a publicação feita pelo presidente.

Em comunicado, o BloCu lamentou que “o atual presidente do Brasil tenha escolhido, de forma irresponsável e indecorosa, um fato isolado sobre o carnaval de 2019 para postar em suas redes sociais”. O bloco ainda criticou a atitude de Bolsonaro.

Publicidade

“(A atitude) incita o ódio à comunidade LGBT+ e desmerece a voz das ruas na maior e mais importante festa brasileira, o Carnaval, uma manifestação política por natureza e vitrine cultural da primeira economia da América do Sul”, diz o comunicado.

Publicidade

O BloCu afirmou ainda que o Brasil é o país que mais mata a população LGBT no mundo. O grupo disse ainda que sua missão é propagar o respeito às diferenças, repudiando toda forma de intolerância. O bloco também desfilou em Portugal, no sábado (2).

A postagem de Bolsonaro dividiu opiniões e diversas hashtags, contra e a favor do presidente, ficaram entre os assuntos mais comentados do Twitter durante esta quarta-feira (6). “É isso que tem virado muitos blocos de Carnaval do Brasil”, escreveu Bolsonaro, que também afirmou que não estava confortável para postar o vídeo, mas o faria mesmo assim.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br