in

Vídeo gay de Bolsonaro causa revolta, e internautas exigem terrível castigo ao presidente

G1/Catraca Livre/ Montagem Rômulo Nogueira
Publicidade

Nesta terça-feira, 05 de março, o presidente Jair Bolsonaro postou um vídeo polêmico de dois homens se pegando durante o carnaval.

Em sua conta no Twitter, ele chocou milhares de brasileiros que viram a cena constrangedora e considerada absurda por muitos.

Logo após a postagem do vídeo, a hashtag “#ImpeachmentBolsonaro” entrou nos trend topics. No vídeo, um jovem urina na cabeça de outro enquanto ele coloca o dedo na sua parte de trás. Diante de toda a repercussão negativa que o caso trouxe, o presidente acabou retirando o vídeo do ar para não causar problemas ainda maiores.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Porém, mesmo com a retirada do vídeo, o público começou a fazer campanha para pedir o afastamento de Jair Bolsonaro do cargo. O impeachment pedido pelo povo foi baseado na lei que define os crimes de responsabilidade, a mesma que conseguiu derrubar a ex-presidente Dilma Roussef.

Segundo o Art. 2ª, os crimes que são definidos dentro desta lei, ainda que sejam simples, são passíveis de algumas punições que podem ser consideradas rigorosas, como perda de cargo, com inabilitação por até cinco anos. Isso incluiu exercício em qualquer tipo de cargo público.

Baseando-se neste fato, os internautas viram uma brecha de pedir o afastamento do então presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Vários comentários foram feitos pelos internautas que não concordaram com a atitude tomada pelo presidente e classificaram o ato como sendo ridículo.

Um dos seguidores chegou a dizer que se ele queria a reforma da Previdência aprovada, depois do ato cometido é que não terá mais mesmo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Rômulo NC

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.