Dilma tenta zoar Bolsonaro, mas resposta ‘aperta a ferida’

Leia também

Largou a música? Luan Santana diz que vai voltar para a faculdade e já escolheu o curso

Pelos stories do Instagram, o artista comentou sobre os seus projetos para o futuro, incluindo o retorno aos estudos.

‘Ágatha e Betânia’: atrizes de Avenida Brasil mudaram o visual e se assumiram homossexuais

No ar na reprise da novela no Vale a Pena Ver de Novo, essas famosas falaram abertamente do assunto.

Bolsonaro diz que auxílio de R$600 deve começar na semana que vem

O presidente informou que a medida está avançada e tudo o que é preciso está sendo feito.

Luto na música: morre mais um artista por causa do coronavírus

Através das redes sociais, o filho do músico escreveu uma mensagem de despedida.
Bruno Avila
Redator de futebol e política desde 2016. Hoje um dos profissionais mais lidos da 1News.
Publicidade

 A ex-presidente da República, Dilma Rousseff, sofreu um Impeachment em 2016. Recentemente, a petista tentou sua candidatura para o Senado de Minas Gerais, mas perdeu. Hoje, sendo uma figura importante dentro do PT (Partido dos Trabalhadores), Dilma milita na Internet fazendo oposição contra o atual presidente.

Em um post no Twitter, Dilma tentou tirar sarro atual presidente Jair Messias Bolsonaro em seu Twitter, postando um texto em que dá um bom dia para “o presidente José de Abreu e à vice-presidente Maria do Rosário”.

Publicidade

O post faz referência ao Bolsonaro reconhecer Juan Guaidó como presidente da Venezuela, no lugar de Maduro. O ator Zé de Abreu, então, brincando, se decretou como presidente do Brasil.

No post, a ex-presidente acabou sofrendo uma represália enorme e a deputada federal Carla Zambelli ‘humilhou’, conforme os próprios twitteiros disseram, em uma resposta que tem quase a metade das curtidas da publicação.

A resposta da deputada faz alusão a tentativa de Dilma se tonar Senadora da República. Vale lembrar que ela aparecia em primeiro nas pesquisas e acabou tendo uma votação pífia, não sendo eleita. Algumas outras respostas marcaram a publicação, porém esta foi a mais curtida.

Dilma mudou seu estado eleitoral só para tentar por Minas Gerais, pois acreditou que lá, por ter ganhado nas eleições presidenciais de 2014, teria boa votação. A estratégia foi adotada pelo PT e falhou muito, por mais que as pesquisas estivessem indicando outro cenário para a ex-presidente do Brasil.

Publicidade