Trump e Kim Jong-un divergem em reunião e terminam encontro sem acordo no Vietnã

Leia também

Antes de morrer com Covid-19, técnica em enfermagem fez triste apelo aos brasileiros

A morte de Adelita vem repercutindo no Brasil todo, pela campanha que ela fez antes de falecer.

Tome esta bebida milagrosa todas as noites e perca peso como nunca

A bebida é feita apenas à base de ingredientes simples e naturais, o que faz bem à saúde.

Perito analisa linguagem corporal de Felipe Prior após ele negar abuso e não deixa pedra sobre pedra

Vitor Santos, especialista em linguagem corporal, fez parecer sobre vídeo em que Prior nega abuso.

Greve dos caminhoneiros nesta terça (7)? Categoria revela toda verdade em meio à pandemia

A notícia sobre uma suposta paralisação dos caminhoneiros vem circulando em grupos de WhatsApp.
Rodrigo Monteiro
Um dos primeiros redatores da plataforma I7 network, já trabalhou em outras plataformas de internet, sempre escrevendo notícias em primeira mão para quem gosta de viver bem informado. Os principais assuntos do mundo esportivo e do mundo dos famosos estão aqui, com textos leves e interessantes, Rodrigo Monteiro faz parte do grupo de colunistas do Radar Esportes, TV Prime e 1News três sites de notícias mais populares da internet.
Publicidade

Parece que o mar de rosas entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, chegou definitivamente ao fim nesta quinta-feira (28), após um encontro dos líderes realizado em Hanói, no Vietnã.

Após terem mostrado, no primeiro encontro, realizado no ano passado, que estariam dispostos a chegar finalmente a um acordo amigável em relação à produção nuclear da Coreia do Norte. Trump e Kim Jong-un agora, no segundo encontro, parecem ter mostrado que a coisa será diferente e que suas desavenças não serão resolvidas tão facilmente.

Publicidade

Durante a reunião desta quinta, Kim teria feito um pedido a Trump para que todas as sanções econômicas interpostas pelos Estados Unidos ao seu país fossem eliminadas, no entanto, ele não se comprometeu em eliminar totalmente seu arsenal nuclear.

Kim teria proposto uma eliminação parcial das armas nucleares, fato que não interessa aos Estados Unidos, que deseja uma eliminação total do arsenal. A desavença teria feito com que as negociações terminassem antes do tempo determinado para o encontro, fato que irritou os negociadores de ambos os lados e fez com que o encontro terminasse abruptamente. A insatisfação era visível nas faces de ambos os líderes.

Publicidade

Otimismo de Trump

Apesar do encontro ter fracassado, Donald Trump declarou em entrevistas que está realmente muito otimista em relação ao fechamento de acordo com Kim Jong-Un.

Para o americano, o acordo estava em cima da mesa para ser assinado. Mesmo com a desavença do segundo encontro, Trump disse que foi muito positivo e que houve grandes progressos nas negociações dos dois países.