in

Ex-ministro de Bolsonaro diz que foi demitido por Carlos Bolsonaro

Pragmatismo Político
Publicidade

Em entrevista concedida à rádio Jovem Pan, nesta terça-feira, dia 19, o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, culpou Carlos Bolsonaro pela sua saída do governo. Ele foi demitido na última segunda-feira, dia 18, sem motivos aparentes e desde então, existem milhares de especulações.

Publicidade

Bebianno afirmou que ainda mantém afeto e respeito por Jair Bolsonaro, porém ressalta que o único responsável por sua saída no governo é Carlos Bolsonaro. “Minha indignação é ter servido como soldado disposto a matar e morrer e no fim da linha ser crucificado e tachado de mentiroso, porque Carlos Bolsonaro fez macumba psicológica na cabeça do pai (…) Eu fui demitido pelo Carlos Bolsonaro. Simples assim., disse ele.

Publicidade

O ex-ministro ainda diz que não entende o ódio que o filho de Bolsonaro tem dele e o acusa de ter uma agressividade fora do normal. Ele afirma que o Presidente da República precisar conter as atitudes do filho.

Durante a entrevista, ele ainda explicou que não se faz um governo com ódio, pois isso não levará o Brasil para frente. Ressaltou que precisamos ser tolerante e ter mais amor ao próximo, mesmo que ele pense diferente de você.

Publicidade

Ele ainda relembrou que quando Jair Bolsonaro sofreu o atentando, Carlos chorou compulsivamente em seu colo, em sinal de total desespero.

Ele termina a entrevista garantindo que ainda tem confiança no atual presidente, mas que acha uma injustiça o que fizeram com ele, depois de todo apoio que deu ao atual governo. Afinal, Bebianno era o presidente do partido PSL, que na época viabilizou a candidatura de Bolsonaro.

Publicidade

Leia Também

Marina Ruy Barbosa é flagrada sem aliança após separação de Débora Nascimento e Loreto

Confira as previsões do horóscopo para todos os signos, nesta quarta-feira, 20