in

Luto na política: grande nome da Bancada Evangélica morre de câncer em SP

Arte / Diogo Marcondes
Publicidade

Carlos Apolinário marcou seu nome na política nacional. Nesta quinta-feira (14), o ex-vereador, ex-deputado estadual e ex-deputado federal morreu em decorrência de um câncer, aos 66 anos. Apolinário era um nome forte da chamada Bancada Evangélica.

O velório foi realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) nesta sexta-feira. Em seguida, o corpo foi enterrado no Cemitério do Morumbi, por volta das 16h.

Carlos Alberto Eugênio Apolinário era uma liderança evangélica de respeito. Por três mandatos, entre 1983 e 1994, foi deputado estadual e chegou a presidir a Alesp. Em 1994 se elegeu deputado federal. Em 2000, foi eleito vereador na cidade de São Paulo e exerceu três mandatos consecutivos.

Publicidade

Publicidade

O político marcou história e aprovou diversos projetos nos anos em que esteve na Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e Congresso Nacional, entre eles a lei que proíbe venda de bebidas alcoólicas nas estradas. Nos últimos anos, ficou famoso pelo projeto de lei que criava o “Dia do Orgulho Hétero”. O então prefeito Gilberto Kassab vetou o projeto e argumentou que o PL era inconstitucional.

Apolinário deixa a esposa, Gedalva Lucena Silva Apolinário, e dois filhos: Cláudio Apolinário e Carlos Apolinário Júnior. Nas redes sociais, especialmente o Twitter, alguns admiradores se despediram do político.

“Hoje, nós do Copamm – Convenção de Pastores Missão Mundial –, na pessoa do seu Presidente Jornalista Apóstolo Martins e Bispa Roseli estamos consternado com a perca do nosso amigo Evangélista Carlos Apolinário, nossas orações a família e amigos que neste momento tão difícil”, comentou um internauta.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br