in

Ex-prefeito é condenado a 20 anos de prisão por matança de cachorros

Reprodução / Amo Meu Pet
Publicidade

O Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA) manteve a condenação do ex-prefeito de Santa Cruz do Arari, Marcelo José Beltrão Pamplona (PT). Em 2013, durante sua administração, houve matança de cachorros no município. Uma reportagem da Rede Globo mostrou que cerca de 200 animais de rua foram capturados e levados para uma zona rural da cidade.

Publicidade

A medida de “saneamento” do administrador municipal causou polêmica na época e revoltou a população. Muitos cães de rua, e também alguns que tinham donos, morreram vítima de maus-tratos. A crueldade foi além.

Publicidade

Imagens exibidas pela Globo à época mostravam crianças capturando os cães. Elas recebiam dinheiro para isso. Os animais foram vítimas de outras brutalidades e imagens do ocorrido geraram bastante repercussão e repulsa.

O cozinheiro Aragonei dos Santos, de 29 anos, contou que estavam pagando R$ 5 pelo cachorro e R$ 10 por cada cadela capturada. Ele gravou as cenas. Aragonei tentou salvar seu cão, mas foi impedido, segundo ele, por homens que estavam a serviço para a prefeitura.

Publicidade

Na delegacia, onde foi para registrar o boletim de ocorrência por agressão, todos se recusaram a emitir o documento. Só foi possível registrar o B.O na cidade vizinha de Cachoeira de Arari. A perícia realizada constatou agressão.

A pena aplicada ao ex-prefeito foi de 20 anos de reclusão em regime fechado mais o pagamento de 600 dias-multas pelos crimes de responsabilidade, maus tratos a animais, entre outros. Cada dia de multa equivale e três vezes o salário-mínimo. Além do ex-prefeito, outras seis pessoas foram condenadas.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Andressa Ferreira, mulher de Thammy Miranda, chora durante processo de fertilização

Cristiano Ronaldo pode estar de saída da Juventus