in

Corpo de funcionário da Vale que foi filmado cantando “Noites Traiçoeiras” é encontrado

Reprodução / Instagram Wilson José da Silva
Publicidade

Uma semana antes do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, o operador de máquinas Wilson José da Silva, de 53 anos, foi filmado cantando a música “Noites Traiçoeiras” no vestiário da empresa.

“E ainda se vier noites traiçoeiras. Se a cruz pesada for, Cristo estará contigo. E o mundo pode até fazer você chorar. Mas Deus te quer sorrindo oh, oh”, era o trecho cantado por Silva. Depois do rompimento da barragem ele ficou entre os desaparecidos e a localização do corpo só aconteceu na semana passada.

Publicidade

De acordo com um parente do operador de máquinas, a esposa dele ficou mais conformada depois que o corpo foi localizado e ele teve direito a um enterro digno realizado durante o fim de semana. “De certa forma é um alívio por ter encontrado o corpo”, diz o parente.

Publicidade

Enquanto o corpo de Silva ainda não havia sido encontrado, o sobrinho Carlos Eduardo Silva Braga, de 19 anos, afirmou que o tio era religioso. Evangélico, a última imagem dele que ficará na cabeça de muita gente é cantando a música que fala sobre noites traiçoeiras e que Jesus Cristo não abandona quem crê nele. O louvor diz ainda que Deus quer ver você sorrindo.

Publicidade

No dia que a barragem da Vale estourou, Silva estava no restaurante da empresa. Grande parte das pessoas que estavam ali não conseguiu se salvar. Alguns amigos do operador de máquinas lamentaram o fato de não terem conseguido salvar o homem quando a barragem rompeu.

“Os colegas dele estavam no restaurante e ouviram o pessoal gritando: ‘A barragem estourou!’. Um colega dele se encontrou com a gente. Ele estava desolado, pedindo perdão por não ter conseguido puxá-lo. Foi um susto muito grande pra ele”, comentou Carlos Eduardo.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br