in

Luto: morre ex-presidente do Banco Central

G1

Nesta segunda-feira (11) morreu o banqueiro Fernão Botelho Bracher. Ele estava internado no hospital Albert Einstein, que fica localizado no estado de São Paulo. Aos 83 anos, Bracher sofreu complicações devido a uma queda. O banqueiro deixa 5 herdeiros. Um deles é Candido, atual presidente do Banco Itaú. Eliz, Eduardo, Eliza e Carlos, completam a lista. Netos, o banqueiro deixou 15, além de três bisnetos.

Além de ser fundador do BBA, que foi comprado no ano de 2002 pelo Banco Itaú, ele é ex-presidente do Banco Central e um dos idealizadores do Plano Cruzado durante o governo de José Sarney.

Bracher se formou em direito pela Faculdade de São Francisco (USP) em 1957. Logo depois, mudou-se para a Alemanha, acompanhado de sua mulher que trabalhava como historiadora e psicanalista Sonia Sawaya. Lá ele queria estudar Freiburg e Heidelberg. Depois de dois anos retornou ao país, já como sócio do Pinheiro Neto, um dos maiores escritórios de advocacia do país.

Mas em 1961, sua vida mudaria. O então advogado decidiu largar tudo, para se dedica a carreira de executivo de banco. Foi convidado para ser assistente em um banco na Bahia, sendo promovido a diretor da instituição para o setor sul.

Antes de criar o seu banco em 1988, Bracher passou duas vez pelo governo. A primeira delas foi como diretor de câmbio do Banco Central entre os anos de 1974 e 1979. Já em 1985, recebeu o convite do então presidente da República José Sarney, para presidir o BC, durante um dos momentos mais turbulentos que o país estava passando.

Além de sua forte atuação no governo e na área financeira, Bracher estendia seus interesses para outras áreas. Entre os anos de 87 a 96, ele foi um dos membros do Conselho Consultivo do Grupo Estado.

Leia Também

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Bolsonaro vai condecorar mulher que se arriscou para salvar Boechat e caminhoneiro?

Após proposta do Corinthians, Diego Tardelli retorna ao futebol brasileiro