in

Jornalista associa morte de Boechat a Bolsonaro e recebe muitas críticas: ‘você é sujo’

Twitter Gilberto Dimenstein / PSL / Band

O jornalista Gilberto Dimenstein, dono do site Catraca Livre, causou polêmica nesta segunda-feira (11), após a morte do colega de profissão, Ricardo Boechat, que não resistiu à queda de um helicóptero na cidade de São Paulo.

Dimeinstein usou a morte de Boechat para atacar o presidente Jair Bolsonaro (PSL). O apresentador da Band e BandNews FM era crítico do governo Bolsonaro, mas isso não impediu o presidente de lamentar a perda do profissional.

Em artigo, Dimenstei escreveu que a morte de Boechat será uma grande perda profissional em qualquer momento, mas que era ainda mais na “Era Bolsonaro“. Segundo Dimeinstein, a “Era Bolsonaro” é uma era de ameaça ao jornalismo independente.

No Twitter, o jornalista foi bastante criticado. “Cara, eu tbm não apoio o Bolsonaro, porém é ridículo essa sua postura de fazer politicagem em cima da tragédia de uma família que não é a sua. Ridícula essa sua reportagem para a sociedade e o jornalismo brasileiro“, escreveu um internauta.

Cara, como você é sujo. Tenha respeito“, postou mais uma internauta. “Você é baixo, rastejante“, escreveu um terceiro. “Até agora, nenhuma surpresa. Todos lembram do que Catraca Livre fez quando ocorreu a tragédia com a Chapecoense. Independente das suas posições políticas, o Dimenstein é um canalha, imoral e desonesto“, comentou mais um seguidor.

Em 2016, após queda do avião da Chapecoense, em que morreram mais de 70 pessoas, o Catraca Livre publicou uma série de artigos questionáveis, ensinando, inclusive, a como agir quando se está em um avião em queda. À época, o site foi execrado.

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Cristiano Ronaldo deixa um ‘recado’ para Messi: ‘vou ganhar’

Testemunha diz à polícia que viu Ricardo Boechat pular do helicóptero