in

Daniela Mercury faz música que critica governo Bolsonaro, mas é ela quem se dá mal

UOL/ Veja - Montagem: Fernando B.

O mundo na música sempre foi palco de discussão polícia. Lançado na última terça-feira, 5 de fevereiro, por exemplo, o clipe da música ‘Proibido o Carnaval’, de Daniela Mercury, está revoltando muita gente.

O clipe é uma parceria de Daniela com o cantor Caetano Veloso. Por enquanto, o vídeo já soma mais de 1,8 milhão de visualizações apenas no YouTube. Mas o problema é que Mercury tem sido bem criticada por conta da letra da canção. Isso porque ela faz referência ao atual momento da política.

Em diversos momentos, Daniela Mercury manda indiretas para o governo de Jair Bolsonaro. Ela chega a dizer que o Carnaval vai ser proibido, em referência a uma fake news, envolvendo o nome do presidente, na qual era dito que ele cancelaria o Carnaval.  

Em música, Daniela Mercury manda indiretas para o governo Bolsonaro, mas está sendo alvo de ataques nas redes sociais

Veja abaixo o vídeo que mostra  o clipe da cantora Daniela Mercury, ao lado de Caetano Veloso, que está fazendo a famosa ser alvo de críticas:

O vídeo de Daniela Mercury causou um efeito inesperado: ele soma mais de 126 000 deslikes, ao passo que apenas 58 000 likes. O motivo: a letra da música, uma homenagem ao Carnaval, faz referência à frase da ministra Damares Alves. Diz o trecho: “Iemanjá lá no Sul / Vai de rosa ou vai de azul / Abra a Porta Deste Armário / Que não tem censura pra me Segurar”.

Em outro momento, a cantora também aparece em uma banheira de bolas azuis, enquanto Caetano Veloso está em uma banheira com bolas cor de rosa.

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

Estudo revela que viajar gera mais felicidade do que casar

Aprenda a ver as mensagens no WhatsApp sem entregar que ficou online e sem o ‘tique azul’