in

Jovem promessa do Flamengo é enterrada e última homenagem da mãe e de colegas comove a todos

Reprodução / Twitter Baixada News
Publicidade

O zagueiro Arthur Vinicius, de apenas 14 anos, foi enterrado na tarde deste sábado (9), no cemitério Portal da Saudade, em Volta Redonda, a cerca de 120 quilômetros do Rio de Janeiro. O jovem é uma das vítimas do incêndio no CT Ninho do Urubu, do Flamengo.

Na manhã de sexta-feira, o alojamento onde ficam os jogadores da base pegou fogo e dez jovens, com idade entre 14 a 16 anos morreram na tragédia. Outros três foram levados ao hospital. O corpo de Arthur Vinícius foi o primeiro a ser enterrado.

Por uma grande ironia do destino, o jovem jogador foi enterrado no dia em que completaria 15 anos. Muita comoção e choro marcaram o momento. Arthur foi enterrado em um caixão branco. A mãe, Marília Silva, ficou todo o tempo ao lado do caixão.

Publicidade

Foi ela quem puxou o hino do Flamengo e ficou bastante emocionada quando colegas de escola aplaudiram e cantaram “parabéns” para a marcar o dia em que o jogador ficaria mais velho. A tristeza foi geral no cemitério.

Publicidade

“O pai dele foi assassinado anos atrás e a mãe não tinha condições de manter o garoto no Rio. Por isso, ele foi morar no Flamengo e estava orgulhoso de ter conseguido essa oportunidade. Uma pena que isso acabou por causar a morte dele”, explicou o técnico de futsal Felipe Araújo, que treinou Arthur dos 6 aos 13 anos.

Ainda há outros corpos a serem identificados e os demais enterros devem acontecer entre domingo e segunda-feira. O Flamengo tem prestado assistência financeira às famílias neste momento difícil. O clube implantou um comitê de crise para cuidar do caso.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br