in

Ataque contra Salah já está sendo investigado: ‘vergonhoso’

Twitter Football Factly
O West Ham e a Polícia Metropolitana inglesa estão investigando um ataque contra Mohamed Salah, durante o jogo entre o West Ham e o Liverpool. O jogador egípcio estava cobrando um escanteio, quando um torcedor é escutado falando palavras racistas contra o jogador, nomeadamente sobre sua crença muçulmana.
O suposto ataque de islamofobia aconteceu na noite de segunda-feira (4) e já está sendo investigado, existindo a possibilidade desse torcedor ser chamado à Justiça pelas palavras contra o astro do futebol egício.  

Filmagem gravou o ataque 

A filmagem aconteceu durante o empate a um gol, entre West Ham e Liverpool, que permitiu que o Manchester City se aproximasse na liderança do Liverpool, na Premier League. Nesse vídeo, que já está sendo compartilhado na Internet, é possível se escutar um homem gritando palavras de ódio contra o craque do Liverpool, Mohamed Salah.
 

West Ham está investigando

A federação inglesa entrou em contato com o time West Ham, assim que teve acesso à filmagem, e o clube prometeu investigar de imediato. O West Ham lançou logo uma investigação, tentando encontrar o agressor, prometendo proibir esse torcedor de nunca mais entrar no estádio – assim que ele seja identificado.
O problema é que não será tão fácil assim identificar esse torcedor, uma vez que ele não aparece na filmagem, apenas a sua voz está gravada. Diante desse cenário, o time terá sérias dificuldades para punir essa pessoa e impedi-la de entrar novamente para assistir o futebol.
De acordo com outras alegações, Mohamed Salah também teria sido chamado de “terrorista”; e Sadio Mané foi acusado de estar em um “tapete de oração”, quando o craque senegalês se ajoelhou em campo, agradecendo por seu gol, em uma noite muito triste para o futebol inglês, com todos esses episódios racistas.

Grupo anti-racismo classifica ataque de ‘vergonhoso’ 

Um grupo anti-racismo inglês, o ‘Kick It Out’, já classificou de “vergonhoso” o que aconteceu na noite de segunda-feira, contra Salah. “Estamos consternados ao ver mais um incidente de alto perfil de discriminação no futebol inglês“, disseram em comunicado, se oferecendo ainda para auxiliar nas investigações. 
Publicidade