in

Mais uma tragédia no Rio, uma parte da Ciclovia Tim Maia foi lançada ao mar

extra - globo
Publicidade

Uma parte da Ciclovia Tim Maia desabou após o temporal na noite desta quarta-feira (6) no Rio de Janeiro. Ocorreu um deslizamento de terra na altura do Vidigal, que cedeu com o impacto, atingindo assim a ciclovia. O trecho onde ocorreu fica na Avenida Niemeyer, próximo ao trecho que havia ruido em 2016, deixando dois mortos.

No momento do deslizamento passava um ônibus na via, próxima ao local, que acabou sendo lançado em direção a ciclovia, mas, de acordo com agentes que estão no local, CET-Rio, o impacto não foi menos decisivo para queda da construção do que o deslizamento. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, haveria afirmado mais cedo em uma entrevista para o “Bom Dia Rio” que o desabamento foi “inesperado”.

“Antes, uma onda veio de baixo para cima e ela caiu. Depois, foram feitos todos os testes. Ninguém esperava que viesse um ônibus, se chocasse nela e a lançasse no mar.” Afirmou uma pessoa presente no momento do desabamento.

Publicidade

A Avenida Niemeyer onde ficava a ciclovia Tim Maia esta interditada nos dois sentidos e não tem previsão de reabertura. As rotas alternativas que resistiram bem à chuva, segundo a prefeitura, são a Linha Amarela e a Avenida Brasil.

Publicidade

O Centro de Operações Rio (COR) recomenda que os motoristas evitem trafegar em vias alagadas ou com outros tipos de interdição. 

O prefeito relata que os temporais que atingiram o Rio deixaram ao menos três mortos (um na Rocinha e dois em Barra de Guaratiba, na Zona oeste), pegando todos de surpresa, inclusive os próprios meteorologistas, que não esperavam ventos tão fortes e uma precipitação tão violenta.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade