Conheça o tenente Pedro Aihara, o jovem porta-voz dos Bombeiros na tragédia de Brumadinho

Leia também

Internado por coronavírus, homem foge de hospital e ainda pega carona no mototáxi

Homem foi recapturado horas depois pela Polícia Militar de Parintins, no estado do Amazonas.

Babu enfrenta morte do lado de fora do BBB20 pelo câncer; ator ainda não sabe da perda

Pelas redes sociais, a namorada de Babu Santana comunicou aos fãs sobre a morte da avó do brother.

Mulher engravida de irmão e vira mãe e tia ao mesmo tempo; marido concordou com tudo

A mulher teve dois filhos e disse ter se sentido muito feliz pelo conseguiu fazer.

Homem vence coma do coronavírus, após escutar louvor por 7 dias: ‘milagre’

Diagnosticado com Covid-19 e em coma, o executivo Hudson Ricardo Alves dos Santos, diz que foi alvo de milagre.
Raphael Costa
Aqui você encontrará as melhores notícias.
Publicidade

Um jovem tenente dos Bombeiros de MG tem se destacado entre um dos mais solicitados pela imprensa. Desde o dia em que aconteceu a tragédia na barragem Mina Feijão, em Brumadinho, o bombeiro tem sido o porta-voz na hora de informar a situação da cidade e das vítimas.

Trata-se de Pedro Aihara, de 26 anos, que ganhou um grande destaque em todo Brasil. Após a queda da barragem, Pedro passou a ser o porta-voz do Corpo de Bombeiros no local e sempre tem tirado todas as dúvidas da imprensa no local.

Publicidade

De forma séria, atenciosa e educada, ele tem sido muito elogiado pela maneira que trata os jornalistas e a sensibilidade que encara a situação. Aihara é formado em Direito na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Ciências Militares com Foco na Prevenção e Gestão de Grandes Catástrofes. Ele também se formou em Gestão de Projetos pela USP e em Prevenção de Desastres pela Universidade de Yamaguchi, no Japão. 

Publicidade

O jovem já ganhou cerca de 25 mil seguidores no Instagram porque é por lá que tem compartilhando o seu dia a dia na corporação após o rompimento da barragem. O tenente se emocionou na manhã desta segunda feira (29) ao falar sobre a incansável busca pelos desaparecidos.

Publicidade

“A maior dificuldade é ter de lidar com a angústia. Podem ter certeza de que estamos trabalhando como se as pessoas fossem nossas mães e nosso pais”, disse o rapaz com os olhos lagrimejados. 

Pedro ingressou para equipe do Corpo de Bombeiros aos 18 anos, e diz ser apaixonado pela profissão em que escolheu. “A gente tem a oportunidade de ser uma das pessoas mais importantes no dia mais difícil na vida de alguém” , disse o tenente.

Em suas publicações em seu Instagram, Pedro já acumula milhares de comentários de internautas dando apoio e agradecendo o jovem pelas buscas em Brumadinho.