in

Após mandar seguranças baterem em fã, Eduardo Costa se pronuncia e choca com declarações

Montagem TV Foco
Publicidade

O cantor Eduardo Costa foi alvo de uma grande polêmica que vem repercutindo de forma negativa na imprensa, em geral.

O artista sertanejo que está em turnê fora do país, acabou gerando uma tremenda confusão durante uma de suas apresentações.

Tudo começou quando Eduardo se apresentava em uma boate nos Estados Unidos. Em seguida, como visto nas imagens do vídeo que está circulando, ele pede para que os seguranças tirem um homem de dentro do local e “bata” nele.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Os contratados do artista acataram a ordem de forma literal

Após ser retaliado nas redes sociais, pelos fãs e por pessoas da mídia, Eduardo resolveu se manifestar sobre o assunto. Logo de cara, o astro da música sertaneja faz questão de frisar que mandou mesmo bater no rapaz. “Boa tarde gente, como ‘cês’ estão? Todo mundo bem? Olha, tô sabendo que tá tendo uma fofocaiada aí no Brasil, falando que eu mandei o segurança bater num cara, agredir um cara no show e não é mentira não, é verdade”.

Na sequência ele explica o porquê de suas ordens. Segundo o sertanejo, o rapaz agredido bebeu demais e começou a implicar com as outras pessoas do local, inclusive duas senhoras que estava no meio do salão quase foram alvos dos empurrões. Eduardo deixou claro que mandou seus homens darem um corretivo no rapaz, mas que ele merecia ser deportado para nunca mais voltar ao país.

O cantor se desculpou com as pessoas que assistiram ao show e, acrescentou que jamais isso teria acontecido se ele não tivesse se alterado, pois, os fãs foram lá para ver um show, não uma confusão daquelas que aconteceu. O músico ainda frisou para aqueles que quiserem brigar, que eles vão arrumar, mas com os seguranças, “porque eles estão lá para isso”. 

Publicidade
Publicidade
Rômulo NC

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.