Vice de Bolsonaro, Mourão defende Jean Wyllys e fala em ‘crime’

Leia também

Covid-19: estas são as sequelas que podem surgir nos pacientes recuperados da doença

Os pacientes que se recuperaram da Covid-19 podem sofrer com algumas sequelas.

Esta é a mensagem que uma criança com câncer deixou para a mãe

Nolan Strong, de apenas 4 anos, tinha um tipo raro de câncer terminal e deixou uma linda mensagem para a sua mãe antes de morrer.

Augusto Cury ensina como Jesus lhe ensinou a tratar depressão

Augusto Cury é psiquiatra e, como muitos da ciência, já foi ateu. Agora cristão, revelou como tratar depressão.

Você vai se emocionar com a reação deste cão vendo sua casa incendiada

Em 2018, na Califórnia, EUA, um incêndio destruiu cerca de 14 mil casas. Um cão sobrevivente voltou ao local e sua reação foi extremamente comovente.
I Feitosa
Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011. A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.
Publicidade

O vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), falou sobre a decisão do deputado federal Jean Willys (PSOL) em deixar o Brasil por conta de ameaças de morte sofridas

O deputado do PSOL desistiu de seu mandato e passará algum tempo longe do Brasil por medo de ameaças que recebeu. 

Publicidade
Publicidade

Mourão abriu o jogo ontem (25) sobre isso e afirmou que o opositor do Governo Bolsonaro relatou as ameaças de forma genérica, mas que somente o próprio sabe os problemas os quais estava passando.

Publicidade

Jean declarou estar sofrendo intimidações e que temia por sua vida, por essa razão decidiu abandonar sua vaga na Câmara dos Deputados. 

Publicidade

Mourão afirmou que não está na ‘chuteira’ de Jean Wyllys e que é o deputado quem sabe a confusão em que está metido.

O vice de Bolsonaro afirmou que ameaças a deputados é um crime contra a democracia. Em ato de defesa ao opositor ele afirmou que “uma das coisas mais importantes é você ter sua opinião e liberdade para se expressar”. 

Ainda segundo Mourão, os parlamentares representam os cidadãos que votaram nele: “Quer você goste, você não goste das ideias do cara, você ouve. Se gostou, bate palma. Se não gostou, paciência”.

Mourão fala sobre ‘comemorações’ após desistência de Wyllys

O vice-presidente afirmou que não devem existir comemorações quando um parlamentar opositor do governo desiste do mandato. 

Segundo ele, sempre haverá um deputado contrário ao governo para assumir a vaga. Deputados aliados ao presidente comemoraram e fizeram piado com o caso. 

Mourão ainda falou sobre sobre as acusações de que o ex-BBB tivesse envolvimento com a tentativa de assassinato a Bolsonaro durante a campanha: “em nenhum momento apareceu alguma coisa que ligasse um com o outro”.