in

Recém-nascida é enterrada viva pelos pais após curandeiro dizer que ela estava possuída

Divulgação/Mirror

Em alguns países, as crenças das pessoas são tão fortes que podem até matar ou deixar alguém morrer só para evitar ser punido pelo ser divino a quem são devotadas. Esse é o caso dos pais que enterraram e abandonaram seu bebê, com apenas 20 dias, porque acreditavam que ela estava possuída por uma entidade maligna.

Entenda como tudo aconteceu

Um bebê foi enterrado vivo por seus pais, porque eles achavam que ela estava possuída por espíritos malignos. O bebê foi deixado enterrado por quase três horas até que a população local ouviu seu choro na noite de sexta-feira, 18 de janeiro, em temperaturas de apenas 3° C, em Uttar Pradesh, na Índia.

Eles imediatamente a desenterraram quando a ouviram chorar e alertaram a polícia após levá-la a um hospital, onde sua condição agora está felizmente estabilizada, conforme relatado pelo Daily Mail.

“Eu estava passando pela área às sete e meia quando ouvi um bebê chorando. O som de seus gritos me levou ao local. Eu rapidamente desenterrei a terra e a encontrei viva. É um ato tão cruel. Não consigo entender como uma pessoa pode abandonar um bebê nesse tipo de clima”, disse Dharmendra Kumar, um morador local.  

O superintendente Adicional da Polícia, Subhash Chandra Shakya, declarou que o bebê foi enterrado vivo por seus próprios pais e dois parentes, depois deles terem sido informados por um xamã que o bebê estava possuído por espíritos malignos.

Este passo foi dado a conselho de um xamã, que alegou que a menina estava possuída e sua presença em casa poderia destruir sua vida“, disse Subhash Chandra. Desde então, o xamã foi preso, incluindo o pai, o tio e a tia do bebê, enquanto a mãe está foragida.

Leia Também

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional, e nas horas vagas escrevo para o site 1news.

Maicon diz que não vai parar com as provocações e manda recado

Abel autoriza Flamengo a vender jogador titular