in

ARENA FLA e mais R$ 3 bilhões! Flamengo se pronuncia oficialmente sobre patrocínio chinês

YouTube - FLA DIÁRIO

Depois de acertar a contratação de Arrascaeta e Gabigol, o Flamengo segue animando sua torcida com boas notícias. A bola da vez é um investidor da China, que pretende desembolsar milhões ao clube da Gávea. Entenda;

O Flamengo procura manter em sigilo, mas surgiram boatos sobre um patrocínio bilionário que, ao longo da semana, vão ganhando contornos um pouco mais reais. Existem conversas entre o clube e a Alibaba, empresa gigante da China, cujos negócios são baseados em e-commerce, pela Internet, e incluem sites de business-to-business, vendas no varejo e pagamentos online.

Rodolfo Landim e o novo CEO, Reinaldo Belotti, reuniram-se algumas vezes com representantes do grupo chinês. Nos últimos dias, discutiram detalhes de um contrato de R$ 4,5 bilhões.

Dos R$ 4,5 bilhões, R$ 1,5 bilhão seria utilizado na construção da Arena Alibaba, estádio que ficaria para o Flamengo com capacidade para 60 mil pessoas, na cidade do Rio de Janeiro. Importante: a empresa só daria seu nome ao estádio. Toda a operação e receita com bilheteria, estacionamento, lojas, camarotes e afins seriam do Flamengo.

Já os outros R$ 3 bilhões seriam repassados ao Flamengo como patrocínio nos próximos dez anos. Ou seja, a Alibaba desembolsaria R$ 300 milhões por ano. As cifras são tão astronômicas que garantiriam ao Rubro-Negro R$ 25 milhões por mês, que equivalem ao que a Caixa Econômica pagou por toda a temporada passada.

Os R$ 300 milhões de patrocínio por temporada representariam o triplo do que a Crefisa banca atualmente ao Palmeiras. Entretanto, segundo o Yahoo Esportes, o Flamengo negou oficialmente essa proposta. 

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Next post

Dudu surpreende ao reapresentar no Palmeiras ainda melhor: ‘Treinou durante as férias’

Centroavante busca rescisão no exterior para voltar ao Corinthians em 2019